-- ------ Cherbakov - Bom Futebol
Bom Futebol

Cherbakov

A 15 de Dezembro de 1993, Sergey Gennadyevich Shcherbakov entrava no seu Renault 21, depois do prolongamento do jantar de despedida de Bobby Robson, que havia sido dispensado por Sousa Cintra após a penosa eliminação da Taça Uefa aos pés do Casino Salzburg (ndr.: atual Red Bull Salzburg), e com apenas 22 anos, não respeitando o sinal vermelho do semáforo numa transversal da Avenida da Liberdade, foi abalroado por outra viatura. Os serviços de emergência rapidamente o levaram para o hospital, mas o prognóstico era dos piores – ficara paraplégico, sem se puder mexer da cinta para baixo.

650

Figo e Cherba no hospital – Fonte: maisfutebol.iol.pt

Cherba era uma das maiores promessas do futebol europeu e começava a despontar no Sporting Clube de Portugal, onde ia já na 2ª temporada. Tinha sido em Portugal, no Europeu de 1991, que se tinha destacado como Bota de Ouro, ao serviço da Rússia, apesar de nascido na Ucrânia. Após ter dado nas vistas no Shakhtar Donets’k, foi contratado por Bobby Robson e era uma peça fundamental para uma excelente equipa do Sporting, onde se contavam talentos como Luís Figo, Paulo Sousa, Balakov ou Jorge Cadete.

8o0i37r4

Cherba e Eusébio no jogo de homenagem – Fonte: desporto.sapo.pt

Apesar da promessa de que iria conseguir vestir a camisola do Sporting novamente em campo, nunca conseguiu recuperar o uso das pernas. Um jogo solidário foi realizado para ajudar o ex-jogador, que vive agora em Moscovo e que é olheiro do Lokomotiv de Moscovo, não se afastando do futebol apesar das suas limitações. Segundo reza a lenda, o malogrado Bobby Robson terá dito que se não fosse o acidente, Cherba seria um dos melhores médios da Europa e o próprio Cherba refere, em tom de meia brincadeira, que a Bola de Ouro de Luís Figo teria sido sua. O impacto desse acontecimento atravessa o tempo e ainda hoje é utilizado como exemplo e paralelo para os excessos, tendo Mourinho utilizado este mesmo exemplo para Balotelli, aquando a sua passagem pelo Inter.

De resto, principalmente para os Sportinguistas, ficamos na retina os contributos que teve no futebol em Portugal, principalmente o seu último golo e, quiçá, o mais espetacular de todos:

 

 

Autor: João Pedro Português

Deixe o seu comentário

bomfutebol