-- ------ Antlers, descontos vencedores, título à porta - Bom Futebol
Bom Futebol

Antlers, descontos vencedores, título à porta

Antlers, descontos vencedores, título à porta

Campeão nipónico, Antlers ganha nos descontos, quinto triunfo de enfiada, avançando para oito a vantagem sobre perseguidores, Frontale e Reysol. Hugo Vieira marca, porém F Marinos é derrotado e fica a cinco pontos da qualificação continental. Nakamura continua brilhante no Jubilo Iwata.

Ueda celebra o importante golo, aos 92 minutos, para nova vitória do Antlers. Fonte: Yahoo Japão

Kashima Antlers 2-1 Gamba Osaka

A estrelinha de campeão parece acompanhar o Antlers, que na jornada 27 subiu a vantagem sobre o par que o persegue para oito pontos. Depois de iniciar a partida a perder, num golo que mostrou um medíocre posicionamento do guardião da casa, Sogahata, a oferecer o ângulo do seu lado para o poste, permitindo ao sul-coreano Hwang calar as bancadas. Aos sete minutos o Gamba causava sensação.

O outro guardião, Higashiguchi, que já havia lançado longo para o tento visitante, impedia a igualdade com novo punhado de belas defesas.

Kanazaki, quem mais, emerge novamente na partida. É uma jogada sua que acaba por causar uma grande penalidade, já nos descontos do primeiro período. O avançado ex-Portimonense bate dos 11 metros, contudo Higashiguchi tem mais uma brilhante defesa, não suficiente para impedir a recarga com sucesso de Leandro. O Gamba baixa ao balneário derreado por esta igualdade em cima do descanso.

O guarda-redes forasteiro estava decidido a negar conclusões a Kanazaki e somava intervenções de valia.

É novamente nos descontos, aos 92, que o canto de Nagaki encontra o central Naomichi Ueda, outro bom valor da Meiji Yasuda J1 League, que dá o triunfo ao Kashima Antlers, ampliando-se desta forma o avanço rumo a um cada vez mais próximo novo título.

Vissel Kobe 0-0 Kawasaki Frontale

Era essencial ao Frontale não perder pontos em Kobe, sob pena de começar a ver o título como miragem. No entanto, é o sul-coreano Jung a realizar uma das defesas do ano para negar o golo ao ex-leão Tanaka, a responder de cabeça a um belo centro de Podolski.

Watanabe vê Jung e o ferro lhe negarem também um golo. Sempre o Vissel Kobe mais perto do triunfo. Podolski também tem o guardião forasteiro a impedir novo tento seu.

Omori entra aos 89, ainda a tempo de quase marcar, mas estava marcado que Jung defenderia todas as intenções da casa. O resultado terminou como se iniciou, em branco.

Kashiwa Reysol 4-1 FC Tóquio

A ex-equipa de Shoya Nakajima, que continua a brilhar em Portimão, foi claramente derrotada na deslocação ao Reysol, que se cola novamente ao Frontale depois desta vitória.

Em dia de aniversário, o 27.º, Taketomi foi o mais brilhante nos da casa, outro elemento com condições para vingar na Europa. Uma péssima saída de bola do clube da capital permite ao avançado aniversariante inaugurar o marcador aos 28 minutos.

Utaka entrou e os forasteiros responderam à altura enquanto o resultado se manteve na margem mínima, colocando em sentido o Reysol, ainda com o Antlers em mira apesar da crescente distância.

Aos 60 minutos Ramon Lopes centra à linha de fundo, depois de ganhar vantagem na área, e Ito dobra o avanço.

Taketomi demonstra as suas qualidades para o 3-0, aos 67, assistido por Ito. Cristiano aponta o 4-0 pouco depois, um livre frontal à entrada da área, mas que passa por baixo da barreira, algo que nunca pode suceder.

O melhor que os visitantes conseguem é reduzir para 4-1 em virtude de uma grande penalidade que o nigeriano Utaka concretiza.

Cerezo Osaka 1-4 Vegalta Sendai

A surpresa da época, Cerezo Osaka, vem perdendo gás nos últimos encontros, derrotado em três dos recentes quatro, desta feita com um claro 1-4 face ao Sendai.

Até foi a equipa da casa a causar as primeiras situações de perigo, no entanto é o Vegalta a ganhar vantagem perto do intervalo, um jogada a toda a largura. O reforço Kobayashi está na assistência e Ishihara na conclusão.

Volta a ser Kobayashi no passe decisivo, desta feita para Notsuda marcar o segundo. Parece que finalmente todas as caras novas no Vegalta Sendai se entendem.

Sugimoto mostra aquilo que se pede de um avançado centro, Seki pára o remate, mas surge Mizunuma a diminuir a desvantagem aos 74 minutos.

Um chapéu de cabeça por Shiihashi, a passe de Ryang, outro sul-coreano em bom plano na liga, permite ao Sendai ganhar novo fôlego de dois golos.

Em cima dos 90 minutos, Nishimura tem uma arrancada em velocidade e assiste Nozawa para o 1-4 final.

Ventforet Kofu 3-2 Yokohama F Marinos

Depois de um brutal encontro de Taça do Imperador, onde Hugo Vieira realizou um hat-trick para apurar no prolongamento o F Marinos, a formação de Yokohama acabou derrotada por 3-2 nesta visita ao Ventforet.

O minhoto voltou a marcar, a queimar a dezena na Meiji Yasuda J1 League, desta feita não o bastante para oferecer pontos ao F Marinos.

Dudu e Lins foram desconcertantes. Lins saca uma ‘bomba’ ao poste e é Dudu a fazer o 1-0. Aos 11 minutos o Ventforet, ainda em zona de descida, ganhava vantagem.

Um erro crasso do lateral Yamanaka, num passe atrasado interior, isola Dudu para o 2-0 a abrir a segunda metade.

Continua a funcionar a conexão Martinus-Hugo Vieira e o barcelense ‘peitou’ para o 2-1 a centro do caribenho.

Um penalti já dentro dos 10 minutos finais dá a Lins a chance de concretizar o 3-1.

Já aos 94 minutos Shinozuka reduz para 3-2, no entanto tarde demais para evitar uma derrota diante de um dos ‘colistas’ da tabela.

Jubilo Iwata 2-1 Omiya Ardija

Um livre de Nakamura, quem mais, abre o marcador para o Jubilo. A confusão na área ofereceu ao livre distante do cintilante médio a oportunidade de abanar as redes e fazer delirar as hostes nas bancadas.

O avanço do central pela direita Takahashi, em combinação com Kawamata, isola Muzayev, que tenta o chapéu, curto, mas recupera face ao 1×1 com o guarda-redes Kato e concretiza o 2-0.

Uma bola com tabela nos calcanhares de dois defensores do Jubilo oferece ao brasileiro Mateus a redução para 2-1 logo no início da segunda metade, contudo não mais se alteraria o resultado.

Urawa Reds 2-2 Sagan Tosu

Um grande passe de Yuji Ono permite a Tagawa encher o pé para o 0-1 ainda antes do minuto um terminar.

As situações sucediam-se, ambos os ferros sentiam a bola em ambos os lados, mas somente aos 74 minutos consegue o Red Diamonds empatar, através do brasileiro Maurício, antigo central de Portimonense, FC Porto B e Marítimo.

Uma bola longa de Gonda encontra a formação da casa completamente desequilibrada, Yajima toca – mal – para trás e Tagawa bisa.

A lentidão de reflexos de Gonda permite a Muto empatar novamente o desafio, que findou com 2-2.

Shimizu S-Pulse 1-3 Sanfrecce Hiroshima

Prossegue a boa recuperação de Sanfrecce, que abre o marcador em Shizuoka em resposta a canto de Shibasaki, golo da autoria de Mizumoto logo aos seis minutos.

Respondeu bem a formação da casa, criando situações de apuro às redes de Nakabayashi, que adiava o empate.

Também o Sanfrecce não se mostrava satisfeito com o avanço curto e Rokutan era igualmente obrigado a exibir qualidades.

Apenas nos últimos 10 minutos, no entanto, se registaram alterações no marcador.

O eterno Jong-Tae Se empata aos 84 minutos, excelente entrada de cabeça do norte-coreano nascido e criado no Japão, começando a acreditar-se numa igualdade.

Entrava-se nos descontos com empate a um.

Uma bela jogada em velocidade observa o suplente Inagaki isolar-se, ainda negado por Rokutan, e é Patric a conseguir o 1-2.

A equipa visitante surge bem mais fresca e ainda alcança o 1-3 por Felipe, assistido por Kashiwa.

Consadole Sapporo 2-2 Albirex Niigata

A luta pela manutenção segue ao rubro e se o Albirex Niigata está praticamente despromovido o Consadole encontra-se apenas três pontos acima da linha de despromoção.

A primeira parte fica marcada pela lesão de Gu, a obrigar o guardião da casa a ser substituído. Nos amplos descontos do período inicial Hayasaka inaugura o marcador para a equipa da casa.

Um livre de Jonathan Reis dobra a vantagem da formação da casa, que acreditava nos três pontos já embolsados.

Mas a partida estava longe de se encontrar resolvida. Uma bola bem longa de Roni garante a Kawata a redução para 2-1. Os últimos 10 minutos prometiam intensidade máxima.

Kawata, 25 anos acabados de completar, um dos vários jovens que fizeram tirocínio sénior em Singapura, no satélite do Albirex Niigata, entrou na partida para mudar o rumo desta e bisa aos 87 minutos, assistido por outro jovem local, Koizumi. O 2-2 fechava o encontro.

 

Deixe o seu comentário

bomfutebol
Powered by Live Score & Live Score App