-- ------ As escolhas de Fernando Santos - Meio-Campo - Bom Futebol
Bom Futebol

As escolhas de Fernando Santos – Meio-Campo

Portugal no Mundial Rússia 2018 - As escolhas de Fernando Santos - Meio-Campo

As escolhas de Fernando Santos – Meio-Campo

Estamos a cerca de oito meses do pontapé de saída do Campeonato do Mundo Rússia 2018, sobre o qual já nos debruçamos aqui há dias em termos de favoritos. Muito acontecerá até lá, entre lesões, momentos de forma, épocas melhor ou pior conseguidas por parte dos jogadores. Mas à data de hoje, é possível prever aqueles que estarão em cima da mesa de Fernando Santos quanto tiver que seleccionar os 23 que representarão Portugal no Mundial. Avançamos para o segundo de três artigos, com o sector intermediário. O primeiro pode ser lido aqui.

Médio-Defensivo

Outro dos lugares sobre o qual não há qualquer discussão. William Carvalho e Danilo Pereira são donos e senhores do lugar, sendo a única dúvida saber quem será o titular, prevendo-se que possam rodar no lugar consoante o adversário e o momento físico de cada um ao longo da competição. Ruben Neves fica à espreita de alguma lesão para poder ser chamado por Fernando Santos à equipa principal das Quinas.

Médio-Centro

À frente do trinco escolhido por Fernando Santos estará, inevitavelmente (a menos que por questões físicas), João Moutinho. E ao jogador do Mónaco deve juntar-se Adrien Silva, conquanto o ex-leão tenha uma segunda metade de temporada. Depois do problema da inscrição que o deixa de fora até Janeiro, ao nível do que habituou em Alvalade.

Também entre os convocados estarão João Mário e André Gomes. Que são considerados neste texto após falarmos de Moutinho e Adrien apenas porque para o treinador campeão europeu ambos têm sido jogadores de alas e não tanto da sua posição de origem, que é no centro do campo. Mas destes quatro, dificilmente algum ficará de fora.

Outros que poderão entrar na convocatória serão Renato Sanches e Pizzi, assim como Bruno Fernandes. Qualquer um dos três terá legitimas esperanças de ver o seu nome nas escolhas finais do seleccionador nacional.

Extremos

Uma posição onde talento não falta há vários anos à Seleção Nacional. Tal como na posição de médio-centro, a grande dor de cabeça para Fernando Santos, dado o vastíssimo leque de opções. Ainda para mais quando João Mário e André Gomes, médios-centro de origem, são acima de tudo opções para as alas. Ainda que com características diferentes dos típicos extremos, mas que o Seleccionador gosta de ter pelo menos um em campo para equilibrar a equipa em jogo interior.

Bernardo Silva é a escolha mais óbvia (é mais um que não é extremo de origem mas que tem jogado como tal há um par de anos no Mónaco e agora no City), tal como Quaresma, a arma secreta preferida de Fernando Santos. Gelson Martins será o terceiro extremo da equipa das Quinas.

Se houver espaço para um quarto ala, então Gonçalo Guedes, Nani, Bruma e Rony Lopes parecem, à data de hoje, os mais sérios candidatos a figurarem nos eleitos do campeão europeu.

Deixe o seu comentário

bomfutebol