-- ------ AS Roma 2000-2001 - Totti campeão - Bom Futebol
Bom Futebol

AS Roma 2000-2001 – Totti campeão

ASRoma

AS Roma 2000-2001 – Totti campeão

O último scudetto que a AS Roma conseguiu conquistar foi logo no início do novo milénio. Uma equipa que os Lobos conseguiram construir era uma resposta direta ao título conquistado pelo arqui-rival Lazio. O treinador Fabio Capello reforçou a equipa com jogadores como Walter Samuel e Gabriel Batistuta para juntar a lendas como Cafú, Montella, Totti ou Candela.

Futebol avassalador

Com uma tática de 3-5-2, a AS Roma tinha nos laterais Cafú e Candela os jogadores perfeitos para fazer os corredores, envolvendo-se no ataque. O trio de centrais Samuel, Aldair ou Zago e Zebina, com um misto de juventude e experiência, jogava com muita qualidade e o músculo do meio-campo de Zanetti ou Emerson e Ambrosini dava a toda a liberdade da Totti para brilhar. Na frente, Batigol e Montella, com Delvecchio como plano B, faziam a despesa da casa no que toca a golos. Na baliza, o experiente Antonioli era titularisimo.

Roma

Começar mal…

A perspectiva de ter um dos melhores treinadores do mundo com uma elenco fortíssimo e jogadores perfeitamente adaptados ao sistema de jogo criou muitas expetativas nos adeptos. No entanto, o conto de fadas começou mal com uma eliminação precoce na Taça de Itália às mãos da Atalanta. No entanto, 3 vitórias nos primeiros 3 jogos deram à Roma um novo alento, juntamente com as eliminatórias da Taça UEFA, onde afastaram o Gorica e o Boavista. Entretanto sofre a primeira das 3 derrotas no campeonato, às mãos do Inter, No entanto, com uma série de excelentes resultados levaram a equipa a virar o ano no primeiro lugar da Série A e ainda na Taça Uefa.

Festa Romana

Festa Romana

…recuperar bem…

O início do ano ainda começou com alguns tropeções, como a derrota perante o Milan, mas sem perder a liderança da Série A. Na Europa, a história foi outra ao perder contra o Liverpool em pleno Estádio Olímpico e a ser afastado das competições europeias. O foco estava agora todo na Série A. A equipa conseguia inclusive rodar de jogo para jogo, com Aldair a alternar com Zago, Zanetti com Emerson e Marcos Assunção, Delvecchio com Montela ou Nakata, numa saudável rotatividade. Com uma série de vários jogos sem perder, a Roma conseguia consolidar o primeiro lugar antes de entrar numa fase decisiva, onde iria defrontar os principais candidatos ao título. Uma derrota contra a Fiorentina não foi um bom prelúdio mas os empates contra a Juventus e Lazio mantida ambos à distância

… e acabar campeão!

Chegando às últimas rondas, a Roma dependia só de si. Podendo já ser campeã na penúltima jornada, o Nápoles conseguiu um empate que impedia a festa e obrigaria a uma vitória caseira contra o Parma. Essa chegou sem grande hipótese para a equipa visitante, com golos do tridente Totti-Batistuta-Montela a destruir o Parma e a coroar a Roma como imperadora de Itália, 18 anos depois.

O Capitão

O Capitão

Caso o leitor não acompanhasse o Calcio nesta altura, a competitividade do campeonato era feroz. Recordamos algumas das equipas dessa época de 2000/2001:

Milan – Maldini, Albertini, Shevchenko, Costacurta, Boban, Leonardo, Bierhoff, Dida, Coco, entre outros

Inter – Zanetti, Blanc, Ronaldo, Seedorf, Recoba, Vieri, Sukuer, entre outros

Lazio – Peruzzi, Negro, Sensini, Mihajlovic, Couto, Favalli, Poborsky, Simeone, Nedved, Stankovic, Veron, Claúdio Lopez, Salas, Crespo, entre outros

Juventus – Van der Sar, Montero, Tudor, Conte, Inzaghi, Del Piero, Trezeguet, Zidane, Zambrotta, Davids, entre outros

Parma – Sérgio Conceição, Cannavaro, Di Vaio, Thuram, Boghossian, Milosevic, entre outros

 

Deixe o seu comentário

bomfutebol