-- ------ As Vitorianas - Adepto Vitória Sport Clube - Bom Futebol
Bom Futebol

As Vitorianas – Adepto Vitória Sport Clube

As Vitorianas

“O Dia Internacional da Mulher é celebrado em 8 de Março. A ideia de criar o Dia da Mulher surgiu no final do século XIX e início do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, e pelo direito de voto.”

No dia Internacional da Mulher não podia deixar passar em branco, escrevendo a preto, para poder homenagear as mulheres Vitorianas que são parte integrante da estrutura e massa adepta do Clube. A criação do Futebol Feminino, tal como o Braga (nosso rival) que já o tem, sendo a 2ª maior equipa a nível Nacional, devia ser uma realidade num futuro próximo do Clube e quem sabe, no próximo mandato de um dos programas que se encontram em disputa.

Muitas são as Vitorianas que vejo ao longo da época, estádio após estádio a apoiar e a falar sobre o Vitória, sendo que elas têm também uma voz forte no dia a dia Vitoriano, sendo que essa voz poderá ainda estar mais ativa e adjacente nos quadros das listas eleitorais do que estão. Em 23 Elementos da Lista A e 21 da Lista B, somam-se 6 os elementos femininos (3 em cada), um número baixo mas que começa a ser importante nesta manobra que pretende dar uma igualdade que nem sempre é real, infelizmente.

Importante, fora de casa e no estádio

A mulher tornou-se importante no mundo moderno, deixou de ficar em casa, enquanto que o seu Marido ia ao Futebol e passou a ir ao Estádio juntamente com ele. Na bancada, seja na Inferior Sul, na Mítica Nascente ou na Poente, existem mulheres que completam o que chamamos Famílias Vitorianas e elas também vibram com os golos do Vitória, com as jogadas, com os cortes ou com passes em profundidade. Mais que isso, na zona ultra, existe um grupo feminino dentro da Claque dos White Angels que é um dos grandes grupos ultras do Vitória Sport Clube, sendo que não abandonam um jogo do Vitória, seja em que parte for, o que mostra a dimensão da massa adepta feminina no Vitória.

Assim, torna-se imperial que o direito de igualdade deve passar das palavras aos atos, sendo determinante que depressa se perceba que as mulheres chegaram ao Futebol Vitoriano e vieram para ficar. Quanto ao Bom Futebol praticado este fim de semana, pouco se viu, sendo quase uma nulidade que só poderia acabar com um nulo perante duas equipas que em nada arriscaram para somar os 3 pontos que estavam em disputa, a meu ver, o melhor jogador até foi Dénis Duarte, que agarrou a oportunidade que lhe foi dada.

O Vitória tem agora 9 jogos, o equivalente a 27 pontos para recuperar 7 de diferença (sendo que ainda joga com Benfica e Porto), ao qual só por milagre será possível sonhar com um 5º lugar que continua distante. Já na Madeira os Bes continuam a surpreender e na 2ª volta ainda não foram batidos, nomes como os de Artur Abreu, Hassim Domingo ou Tiago Castro a mostrarem que podem ser a base de uma Equipa A que de momento não mostra confiança.

Deixe o seu comentário

bomfutebol
Cópia não permitida! Conteúdo protegido por direitos de autor.