-- ------ Bruninho de Mafra com mira na Segunda - CP - Série D - Bom Futebol
Bom Futebol

Bruninho de Mafra com mira na Segunda – CP – Série D

Bruninho celebra mais um golo pelo Mafra. Fonte: Jorge Marques Photography/CD Mafra

Bruninho de Mafra com mira na Segunda – CP – Série D

Um golo de grande penalidade, pelo gaiense Bruninho, permitiu ao Mafra bater o Caldas e ascender à liderança. 1.º Dezembro sofre segunda derrota consecutiva, Vilafranquense e Loures voltam a empatar, Eléctrico conquista primeiro triunfo e Fátima continua a desiludir e sem ganhar.

Ao contrário de outras séries, a Série D teve uma jornada com concretizações abaixo da média, mas leva 2,65 golos por encontro. O equilíbrio casa/fora é idêntico ao da Série A, em contraponto com a prevalência clara na Série B. Mafra, Vilafranquense e Loures ainda não perderam. Já o 1.º Dezembro de Nuno Presume, como o Recreio de Águeda de Rachão, ganhou os quatro primeiros encontros, mas sofreu nesta 6.ª Jornada a segunda derrota seguida.

Foram utilizados até ao momento pouco mais de 300 futebolistas, numa média de cerca de 19 por equipa, de 20 nacionalidades, com cerca de três quartos a terem nacionalidade primária portuguesa. É a Série com mais despedimentos, levando quatro demissões em somente seis rondas.

O Sintrense é o clube com menor número de futebolistas utilizados (17), enquanto Eléctrico de Ponte de Sôr e Lusitânia dos Açores já usaram 22. A equipa açoriana de Angra do Heroísmo apenas utilizou portugueses, mais especificamente açorianos, locais, mesmo que não todos formados no clube.

Mafra 1-0 Caldas

Formado entre o Vilanovense e o Candal, Bruninho soma a segunda temporada no Mafra e já leva quatro golos. Entre assistências e golos, o avançado de 29 anos vai-se revelando preponderante nos ‘Homens de Cristo’.

Depois das duas vitórias nas rondas precedentes, o Caldas voltou a perder, mas a margem foi mínima e o clube segue na primeira metade da tabela.

Thomas Militão e Diogo Clemente, dois homens da casa, a par de Luís Paulo e João Miguel Rodrigues ‘Johny’ alinharam a tempo inteiro nos visitantes. Luís Freire tem em João Godinho, João Gomes e Rafael Goiano os totalistas.

15 amarelos e quatro vermelhos deixam o Caldas a necessitar de maiores cautelas em termos disciplinares.

Eléctrico Ponte de Sôr 2-1 1.º Dezembro

Uma intervenção pouco conseguida de Tiago Mota permitiu a Apollo Razak abrir a contagem para o Eléctrico, na sequência de um centro de Vitinho.

Martim Águas iguala perto do intervalo na conversão de uma grande penalidade.

Um remate à entrada da área do jovem Guilherme Silva vê novos erros defensivos dos sintrenses e acaba por ser um tento na própria baliza. Segunda derrota consecutiva dos visitantes, primeiro triunfo do Eléctrico.

Os golos da partida, através da TV Guadiana

TV Guadiana que transmitiu integralmente a partida em directo, desafio que pode ser (re)visto aqui

Sintrense 1-5 Alcanenense

Continua a difícil arrancada do Sintrense, goleado em casa pelos de Alcanena, que estão a ter um começo acima do antecipado, em zona de luta pela subida.

Formando leiriense, Danny Esteves abriu o marcador para os visitantes, no seu quarto da época no Campeonato de Portugal. Aos 23 anos, pode ser esta a temporada em que o avançado salte para o ‘Pro’.

Siaka Bamba igualou para o Sintrense, mas perto do intervalo o Alcanenense voltou a marcar, garantindo o descanso em vantagem. O cabo-verdiano Bob apontou o primeiro dos seus dois golos, imitado na segunda metade pelo compatriota Luís Tavares.

Com esta clara vitória o Alcanenense pulou para a vice-liderança, partilhada com outros três emblemas.

A partida completa foi emitida, como habitualmente, no canal do Sintrense.

Fátima 2-2 Vilafranquense

Os de Vila Franca de Xira não aproveitaram o deslize do 1.º Dezembro para chegarem à liderança, acabando por ceder um empate na deslocação a Fátima, apenas o segundo empate dos da casa em seis encontros, permanecendo estes em último lugar com somente dois pontos.

Na formação da casa nota para os dois golos apontados (bis de Pio Júnior), a igualar todos os conseguidos nos cinco desafios anteriores.

O Fátima entrou a marcar, reagiu bem ao atraso o Vilafranquense, deu a volta ao marcador, contudo os da casa esforçaram-se pelo ponto, que arrecadaram no final da partida.

Sporting Guadalupe 0-0 Loures

O Loures continua a exibir uma defesa de betão. Depois dos dois tentos sofridos na jornada inaugural do Campeonato de Portugal, o Bom Futebol dos comandados de Luís Silva levam três encontros seguidos com baliza virgem, apenas acumulando mais um aos dois sofridos pelo Eléctrico. Apenas o Sporting Farense (2) tem menos golos sofridos de entre os 80 emblemas competidores do Campeonato de Portugal 17/18.

Para a formação da Graciosa este foi o primeiro empate. Depois de três desaires a abrir, o Guadalupe somou um triunfo e uma divisão de pontos nos recentes três desafios.

O Loures, tal como o Vilafranquense, somou o terceiro empate, ainda sem perder, não aproveitando a segunda derrota do 1.º Dezembro para ultrapassar a formação sintrense e se manter colado ao Mafra, agora, no topo da tabela.

Lusitânia Açores 1-1 Torreense

O Torreense foi surpreendido pelo Mafra na ronda 5, naquela que foi a primeira derrota dos homens do ‘Oeste’, tendo a viagem à Terceira resultado em nova perda de pontos, agora um empate diante do Lusitânia.

Hélio Vaz deu avanço forasteiro a meio da primeira metade, contudo Rúben igualou a partida no decorrer do segundo tempo.

Para o Lusitânia é um estancar de maus resultados depois de duas derrotas, contudo os açorianos – que iniciaram com dois triunfos – já não ganham há quatro.

Coruchense 0-0 Pêro Pinheiro

Em Coruche o Pêro Pinheiro conseguiu obter mais um ponto, o seu quinto, enquanto os da casa já levam oito, pecúlios razoáveis para formações sem tradição de Nacionais e que visam naturalmente a manutenção.

A jovem formação ribatejana, orientada por André Luís, tem como totalistas nomes como o guardião João Valério (20 anos), Diogo Branco (19 anos), Mauro Andrade (20 anos), Cajarana (20 anos) e Márcio Semeano, este já experimentado, de 27 anos.

Ivan Dias, guarda-redes, é o único a ter cumprido todo o tempo no campeonato pelo Pêro Pinheiro.

Sacavenense 4-0 Praiense

O Sacavenense goleou os açorianos do Praiense com um bis de Nuno Borges e ainda tentos de Pedro Augusto e de Iaquinta, ponta-de-lança guineense que tarda em confirmar o potencial concretizador exibido nas camadas jovens, mas cujo golo desta ronda pode catapultar, em termos de confiança, para retomar índices de goleador.

Do lado dos insulares esta é a terceira derrota consecutiva, um cenário preocupante para o experimentado Agatão, que vê a sua equipa em zona de descida numa temporada em que será novamente massiva a despromoção de emblemas, reduzindo os Nacionais seniores masculinos a 108 equipas, divididas por três escalões, número bem escasso observando o panorama internacional e a relação entre federados, clubes, praticantes.

Deixe o seu comentário

bomfutebol