-- ------ Caldas, Uma História Única! - Bom Futebol - Bom Futebol
Bom Futebol

Caldas, Uma História Única! – Bom Futebol

Caldas

Caldas, Uma História Única!

O Clube

O Caldas SC é o clube representativo da cidade de Caldas da Rainha, reconhecida maioritariamente pela sua indústria da loiça, onde pontifica a famosíssima fábrica de Bordallo Pinheiro. O símbolo, criado em 1926, já centenário, iniciou a sua atividade desportiva nos campeonatos distritais de Leiria, atingindo o patamar nacional em 53/54. Conseguiu, mais tarde, alcançar o nível de topo do futebol português, a extinta I Divisão, em 55/56, mantendo-se entre a elite durante quatro épocas.

É, portanto, um clube com algum histórico, principalmente a nível regional, uma vez que possui no seu palmarés 7 títulos de Campeão Distrital, 11 da Taça de Honra e, ainda, uma vez vencedor da Taça do distrito. O campeonato nacional da III Divisão em 71/72 constitui o único título a nível nacional do emblema leiriense.

Época 2017/2018

Esta temporada, há um novo marco para a equipa das Caldas. A chegada às meias-finais da Taça de Portugal constitui um feito único para o clube e uma façanha alcançada por poucos, já que é raro uma equipa do terceiro escalão disputar esta fase da prova. A equipa comandada por José Vala, que está a realizar uma campanha tranquila na Série D do Campeonato de Portugal (7º classificado), teve uma caminhada triunfal na prova rainha eliminando 6 equipas: Lourinhanense (Pro-Nacional Lisboa), o Olímpico do Montijo (CP Série E), o Cesarense (CP Série B), o Arouca (Liga LedmanPro), a Académica (Liga LedmanPro) e o Farense (CP Série E).

Caldas
26229829_1944969298851020_6019176100929360283_n
26239039_1944969882184295_6212571900601474620_n
26804699_1944969208851029_5022065500480372161_n

Como se pode ver, o Caldas SC defrontou equipas de vários degraus competitivos, desde o Distrital à 2ª Divisão nacional. Contudo, é agora, já na Final Four, que se avizinha o adversário mais forte, o primodivisionário Desp. Aves.

O plantel mescla juventude com alguns elementos experienciados, o que pode ser um tónico interessante no duelo frente ao Desportivo de Aves, que não vive um momento assim tão brilhante na Primeira Liga, mas que já passou uma fase bem pior. Com duas vitórias e duas derrotas nos últimos quatro encontros, o conjunto orientado por Vala aparece num momento intermitente a menos de duas semanas do desafio.

Contudo, a carga emocional da competição pode servir de combustível aos jogadores e impulsionar a sua moral. É uma questão de esperar para ver o que nos reserva esta tão esperada meia-final, já quarta-feira, dia 28 de Fevereiro, com a primeira mão a ser disputada no Estádio do CD Aves as 20:15 horas.

Autoria: Joca Gomes

Deixe o seu comentário

bomfutebol