-- ------ Campeonato Europeu de Sub-21 – Grupo C – 2ª Jornada - Bom Futebol
Bom Futebol

Campeonato Europeu de Sub-21 – Grupo C – 2ª Jornada

Campeonato Europeu de Sub-21 – Grupo C – 2ª Jornada.

Se a 1ª jornada foi interessante, esta 2ª jornada foi ainda mais. Primeiro jogaram, os sempre favoritos, Italianos contra uma atraente Seleção Checa. Mais tarde, foi a vez da poderosa Alemanha defrontar a impertinente Seleção Dinamarquesa.

Republica Checa 3-1 Itália

Depois de terem surpreendido pela sua intensidade e ousadia nos primeiros 20 minutos frente à Alemanha, a Seleção Checa voltou a encantar, desta feita frente aos sub-21 Italianos.

Os Checos voltam a entrar muito pressionantes e subidos no terreno de jogo, causando imensas dificuldades à Seleção Italiana, tal como tinham feito frente aos Alemães, na primeira jornada.

Quando os italianos tinham começado a pegar mais no jogo e chegado mais parte da baliza de Zima, guardião checo, eis que os Checos chegam ao golo (minuto 24). A defensiva checa recupera rapidamente a bola, o defesa esquerdo Holzer coloca à bola no avançado, Schick, que de cabeça entrega ao numero 10 e capitão da equipa, Travnik, que contou com a escorregadela de Rugani, o que lhe facilitou a tomada de decisão e a execução do remate forte e coloca o suficiente para bater Donnarumma e inaugurar o marcador para a Republica Checa (1-0).

Após o golo sofrido, naturalmente, a Seleção Italiana pegou no jogo no sentido de empatar a partida antes do intervalo. Algo que não aconteceu, e o intervalo chegou cedo, para os italianos.

2ª Parte

O segundo tempo, iniciou como se aguardava, sempre mais Itália, até ao golo do empate, que apenas chegou ao minuto 70. Mau passe no meio campo checo permite a Cataldi recuperar e colocar a bola nas costas da defensiva checa, onde surge em velocidade o “extremo” Berardi a rematar contra o guarda redes, a bola ganha altura e jogador do Sassuolo da Serie A italiana aproveita para cabecear para o golo (1-1).

Nove minutos depois, num ataque construído de forma rápida por parte da seleção checa, como é seu apanágio. Foi o recém entrado, Havlik a fazer o golo. Chory contra a bola e temporiza para fazer o passe na altura certa para Havlik faz o golo que colocava a Republica Checa em vantagem.

Os Italianos sentiram muito o golo sofrido e, com o checos galvanizados, foram incapazes de ripostar. Pior ficaram quando ao minuto 85, o central Luftner fez o terceiro para a seleção surpresa do grupo C.

Após recuperar a bola a meio campo, Luftner, decidido, não deixa a bola para mais ninguém. Galga terreno com a bola nos pés e a, mais ou menos, 30 metros da baliza de Donnarumma, remata colocadíssimo e faz o resultado final.

Checos comemoram vitória sobre Italianos. Foto: UEFA.

Vitória checa que lhe concede 3 pontos e os coloca na luta pelo lugar de melhor segundo classificado.

Alemanha 3-0 Dinamarca

A Dinamarca voltou com à mesma atitude ultra defensiva que lhe “ofereceu” uma derrota frente à seleção Italiana, na primeira jornada. Entrando dominadora, a Alemanha, cedo causou perigo. Minuto 10 e Weiser faz a bola rasar o poste dinamarquês.

Os alemãs apresentavam-se iguais a si próprios, ofensivos e dominantes, praticando um Bom Futebol, a toda a largura do terreno.

Mas quase que, ao minuto 31, os dinamarqueses conseguiam concretizar os seus intentos, após um contra ataque rápido, em que Hjulsager remata para defesa apertada de Pollersbeck.

Depois desse único momento dinamarquês, apenas deu Alemanha até ao intervalo, que manteve o nulo no marcador.

2ª Parte

No reinicio da partida os germânicos voltam à carga com força. Até que ao minuto 53 chegam finalmente ao merecido golo.

Numa segunda vaga do ataque alemão, é o lateral direito Toljan a entrar a bola Selke que, à entrada da área, faz um remate fantástico para um grande golo, inaugurando em grande estilo o marcador da partida.

A Dinamarca tenta reagir, tal qual fez com os italianos, mas eram sempre impedidos pelo guardião alemão Pollersbeck de fazer o golo, e são os alemães que voltam a fazer o golo, e a aumentar o marcador pouco depois. Primeiro pelo central Kempf, que livre de marcação, após canto batido por Max Meyer, remata para o segundo da partida. Segundo por parte de Amiri, que tinha entrado para o lugar de Arnold, que recebe um belo passe do ponta de lança Selke, trabalha muito bem sobre o seu opositor e remata com o pé esquerdo, fazendo o terceiro e ultimo da partida.

Amiri e Selke comemoram o terceiro golo germânico. Foto: UEFA.

Vitoria mais do que justa para a Alemanha, tal como a derrota para a Dinamarca, que assim diz adeus a qualquer esperança de seguir em frente. Por outro lado, os germânicos já estão nas meias finais.

 

 

Deixe o seu comentário

bomfutebol