-- ------ Cinco jogadores para observar no Sul-Americano Sub-15 de 2017 - Alambrado - Bom Futebol
Bom Futebol

Cinco jogadores para observar no Sul-Americano Sub-15 de 2017 – Alambrado

Reinier - Flamengo Sub-15

Cinco jogadores para observar no Sul-Americano Sub-15 de 2017 – Alambrado

Conheça os atletas que podem brilhar na competição. Daqui a uns anos tirarmos as teimas.

Começou neste domingo (5), mais um Sul-Americano Sub-15. A oitava edição do torneio é sediada na Argentina e conta com os jogadores da geração /02. É o primeiro grande passo internacional dos jogadores que um dia poderão fazer parte do elenco principal de suas respectivas seleções.

O Brasil vai em busca de seu quinto título. Maior campeão, o país conta com uma equipe bem homogênea e repleta de talentos na defesa, situação não tão comum. Mas não se engane caso pense que no meio-campo e ataque a seleção não é bem-servida. Muito pelo contrário.

Com todos os atletas em condições de serem titulares, o técnico Paulo Victor terá muitas dúvidas para escolher os titulares. Logo, tarefa dura escolher os destaques da geração. Nos outros países, a missão é acabar com o domínio brasileiro. Os argentinos, que nunca ganharam o título e estão em casa, pintam como favoritos a isso.

A novidade desta edição fica por conta do convite para duas seleções da Europa para participarem do torneio. Croácia e República Checa buscarão acrescentar no nível técnico da competição, algo sempre positivo para a base.

Alambrado/Bom Futebol preparou uma lista com cinco potenciais destaques da competição. Confira aqui:

Reinier- 13/01/2002- Meio-campista- Brasil

Reinier - Flamengo Sub-15

Jovem do Flamengo é o camisa 10 do Brasil. Foto: Reprodução/Twitter.

Camisa 10 da seleção, Reinier é um dos destaques ofensivos da geração. Arma o jogo e chega no ataque com certa facilidade. De certa forma, isso explica os mais de 30 gols no ano. Camisa 10 do Flamengo também, ele conta com apelo no clube e já é observado com muita atenção. A finalização e o bom porte físico fazem dele um jogador ainda mais especial. Aliada à inteligência tática, a promessa pode ter um futuro brilhante. E o presente é ser a referência desta seleção.

Henri- 19/02/2002- Zagueiro- Brasil

Firme na zaga do Palmeiras desde o ano passado, quando já jogava pela equipe sub-15, mesmo um ano mais jovem, Henri é apontado com um dos grandes talentos do clube. Forte fisicamente e bom nas jogadas pelo alto, faz parte de uma das melhores defesas da geração – talvez a melhor em anos. Com personalidade e liderança, deve comandar o setor do Brasil.

Kaio Jorge- 24/01/2000- Atacante- Brasil

Artilheiro. Não há melhor palavra para definir Kaio Jorge. Praticamente tudo o que disputou na base do Santos terminou com tal status para o atacante. Camisa 9 que pode atuar pelos lados ou mais recuado, ele é um maiores talentos da geração. Badalado no Santos, tem tudo para seguir os passos dos grandes ídolos do clube. A finalização é uma de suas maiores qualidades.

Matias Palacios- 10/05/2002- Meio-campista- Argentina

Palacios é apenas o 10 da Argentina. Só isso basta para imaginar o estilo e a qualidade do meio-campista. E, pelo que falam na Argentina, é isso mesmo. Criativo e muito técnico, Palacios tem muita capacidade de ajudar os companheiros com assistências, mas também finaliza e chega muito à área. Atletas do San Lorenzo, é o principal jogador para comandar o primeiro título da seleção adversária.

Matías Arezo- 21/11/2002- Meio-campista- Uruguai

Muito vertical, Arezo é um meia-atacante que sempre busca a área adversária. Um dos melhores jogadores do Uruguai, ele tem como características os dribles secos e a ótima finalização. Jogador do River Plate do Uruguai, é inteligente e mostra muito potencial de evolução. Deve ser um dos destaques da competição.

Autoria: Caio Alves (Alambrado)

Deixe o seu comentário

bomfutebol