-- ------ Conifa Euro2017! Quem será o campeão europeu? - Bom Futebol
Bom Futebol

Conifa Euro2017! Quem será o campeão europeu?

Conifa Euro2017! Quem será o campeão europeu?

Pensavas que Portugal seria o único campeão europeu de futebol de 11 sénior? Pois não será, porque terminou o Euro2017, organizado pela ConIFA… e onde as regiões autónomas, populações descoladas ou micro-estados disputam, entre si, o campeonato europeu. Se ainda não conheces, vê aqui:

O Campeonato do Mundo Conifa – Futebol para Todos!

Este ano foi realizado no Norte de Chipre, região de maioria turca, ao contrário do restante país, de maioria grega, e cuja seleção recebeu mais sete equipas, divididas em 2 grupos:

Grupo A

Norte do Chipre – A ilha mediterrânea encontra-se tacitamente dividada em 2 regiões, a maior, mais influente e reconhecida por quase todos os governos e organizações internacionais, com influência grega, e a parte norte, com influência turca, que não é reconhecida como um estado. É esta região que é representada por esta seleção, que recebe as restantes 7.

Abecásia – Região oficial pertencente à Georgia mas que oficiosamente é independente, com o apoio Russo. Tem governo próprio, apoiado pelo regime russo, que sempre contestou a sua ligação à Georgia e cujas ligações a este país foram definitivamente cortadas em 2008, após um conflito armado entre a Rússia e a Georgia, que considera território ocupado. Apenas a Rússia, Nicarágua e a Venezuela reconhecem a Abecásia como país. Foi organizador do Campeonato do Mundo Conifa 2016 e foram classificados por terem vencido essa competição.

Transcarpátia – Região fronteiriça pertencente à Ucrânia mas com uma forte presença da étnia húngara, que é representada por esta seleção. Com pretensões em obter autonomia ou menos independência da Ucrânia. Foram classificados após desistência da região de Occitânia, no sul de França.

Ossétia do Sul – Outro território que envolveu a Rússia e a Georgia, neste caso no último conflito registado. É uma região autónoma e semi-reconhecida, tal como a  Abecásia, Tal como esta última, não um povo de étnia georgiana, logo não desejam pertencer ao país.  Foram classificados após desistência da região de Sapmi (Lapónia), na Escandinávia.

Grupo B

Padania – Região que compreende o vale de Pado, em Itália, abrangendo vários distritos do norte da Itália. É uma região de forte identidade, cujo jogador mais famoso é Enoch Balotelli, irmão de Mário Balotelli.

Felvidék – Região da Eslováquia que é denominada pela Hungria como a Alta Hungria, devido à história desta região com o império Húngaro. Com uma elevada incidência de população de descendência húngara, tem uma identidade bastante própria. Foram classificados após desistência do Condado de Nice.

Ellan Vannin – Mais conhecida como Ilha de Man ou Man Adasi, é uma das 6 nações celtas e uma dependência independente da coroa inglesa. Habitada desde 6500 AC e colonizada pelos vikings, encontra-se entre a ilha de Inglaterra e da Irlanda, é representante do povo Manx.

Szekely Região da Roménia com ascendência húngara, que historicamente este ligada ao Império Húngaro ou, posteriormente, gozando independência. Neste momento, é parte da Roménia, sem nunca esquecer a sua herança húngara, e com a famosa região da Transilvânia como parte integrante.

Competição

Grupo A:

A equipa da casa dominou o grupo, ao vencer a equipa de Transcarpátia por 1-0, para derrotar, posteriormente, a Ossétia do Sul por uma copiosos 8-0 e fechar com um empate a zero contra os campeões do mundo Abecássia. O segundo lugar ficou para esta última, que, para além do referido empate, ainda venceu a Ossétia do Sul e empatou com a Transcarpátia. A derrota da Transcarpátia com o Chipre do Norte condenou a equipa do leste da Europa ao 3ª lugar, apesar da vitória sobre a Ossétia do Sul, que perdeu todos os jogos e ainda sofreu 2 goleadas por 8-1 e 4-1.

 

Grupo B:

Num grupo ligeiramente mais equilibrado, a favorita Padania conseguiu o apuramento após vencer Ellan Vannin, empatar contra Szekely  e fechar com uma vítória contra Felvidék. Esse empate foi vital para a equipa de Szekely, que passou em 2º lugar, após perder contra Felvidék e empatar contra Padania. Quando apenas a vitória interessava, conseguiu levar a melhor sobre Ellan Vannin, que ficou em terceiro com os mesmos 3 pontos que Felvidék.

Fase final:

O torneio define que todos os lugares devem ser atribuídos pelo que a Ossétia do Sul, que só somou derrotas, ficou em 8º lugar, após perder com Felvidek por 2-0. Na atribuição do 5º e 6º lugar, decidido em grandes penalidades após um eletrizante empate a 3, levou a melhor a equipa da Transcarpátia contra Ellan Vannin, que ficou em 6º lugar.

 

Nas meias finais, Padania levou a melhor sobre a Abecássia após um empate a zero que teve que ser resolvida em grandes penalidades, levando a melhor a equipa do centro da Europa. Na outra meia final, a equipa da casa venceu a equipa de Szekely por 2-1, para uma final mediterrânea.

No apuramento do 3º lugar, a Szekely venceu os campeões do mundo por 3-1 para garantir o pódio. Na final, mais um empate da equipa de Padania, que teve novamente teve a melhor sorte no sorteio das grandes penalidades e levou a melhor sobre a equipa da casa.

Deixe o seu comentário

bomfutebol