-- ------ Juventus e a hexafesta - Bom Futebol
Bom Futebol

Juventus e a hexafesta

Juventus e a HexaFesta – Serie A TIM.

Mais de um mês de promessa finalmente confirmado, a somente uma jornada do fim, a Juventus conquista o hexacampeonato, o primeiro de sempre em Itália, somando o título 33, num terço final de soluços. A última ronda tem, ainda assim, muito para decidir.

Fonte: sítio oficial da liga italiana www.legaseriea.it

O momento dourado aqui

Todos os golos para ver aqui

O hexa histórico. Fonte: Footy Headlines

Chievo Verona – AS Roma

Num fim-de-semana louco de golos, o começo fez-se logo com oito tentos em Verona. A AS Roma sabia que tinha de pressionar a Juventus e não vacilou na visita ao Chievo.

Sorrentino adiou a Salah a abertura do marcador, acabando por ser mesmo os da casa a apontarem o primeiro do desafio. O argentino Lucas Castro dá avanço e a AS Roma sentia-se compelida a continuar o ataque às redes adversárias, o Nápoles está mesmo em cima dos ‘lupi’.

El Shaarawy iguala antes da meia hora, contudo Inglese volta a dar vantagem aos anfitriões.

Salah havia ameaçado e aos 42 minutos volta a empatar a contenda. No descanso vigorava o empate.

Os ‘giallorossi’ entraram na segunda metade de forma avassaladora. El Shaarawy bisa, Salah também e Dzeko chega aos 28 na liga.

Faltou consistência ao longo da época para a AS Roma conquistar o ‘scudetto. Fonte: Sítio da AS Roma em inglês www.asroma.co.uk

Em cima da linha, Roberto Inglese faz igualmente o seu segundo golo e estabelece o resultado final em 3-5. A AS Roma obrigava a Juventus a vencer para não adiar a celebração do hexa para a última ronda.

O resumo oficial do Chievo x AS Roma aqui

Nápoles – Fiorentina

Ao mesmo tempo, em Nápoles, os ‘Partenopei’ recebiam e venciam facilmente a Fiorentina de Paulo Sousa.

Koulibaly, logo aos oito minutos, aproveita bem uma defesa incompleta para assegurar dianteira napolitana.

Sucediam-se as oportunidades para os da casa.

Uma habitual combinação dos homens de Nápoles viu Mertens desmarcar Insigne e este a dobrar a vantagem. A pressão sobre os ‘lupi’ estava bem presente. Ao intervalo o Nápoles estava virtualmente no 2.º lugar.

Tatarusanu tem uma saída a soco falhada e Mertens consegue o 3-0. Ilicic ainda reduz para 3-1, contudo nunca pareceu a Fiorentina estar perto de desafiar o domínio napolitano.

A genialidade de Mertens continua bem presente. Fonte: Diário AS

É mais um golpe de génio de Mertens que origina o 4-1, sendo o próprio belga a concretizar. A Fiorentina despede-se da hipótese Liga Europa, o Nápoles mantém-se a um ponto da AS Roma pelo vice-título transalpino.

Resumo do Nápoles x Fiorentina aqui

Empoli – Atalanta

O inédito 4.º lugar ainda é mira da Atalanta de Gasperini, que venceu pela margem mínima na visita ao Empoli. Este terá de igualar o resultado do Crotone na 38.ª ronda para não descer.

Inevitavelmente, a grande estrela da época em Bérgamo, ‘Papu’ Gómez, apontou o único tento do desafio, logo aos 13 minutos, para garantir os três pontos.

Skorupski e Gollini brilharam durante o restante da partida para impedirem que mais golos ocorressem.

Os amplos festejos dos elementos da Atalanta no fim da partida. Fonte: LaPresse

Masiello também se revelou vital para os objectivos da Atalanta, por duas vezes na mesma jogada o defesa visitante impediu o golo em cima da linha.

Resumo do Empoli x Atalanta aqui

AC Milan – Bologna

Depois de uma sequência má, que quase afastou os ‘rossoneri’ do sonho europeu, o Milan retoma o trilho das vitórias e vence o Bologna por 3-0.

Os golos apenas surgiram na última meia hora, acabando por ser um regresso a San Siro menos feliz para Donadoni, antiga estrela do clube.

O Milan desperdiçou diversas ocasiões no primeiro tempo.

É a antiga promessa de La Masía, Gerard Deulofeu, quem abre o marcador aos 69 minutos, em serviço do chileno que passou pelo Sporting CP Matías Fernández, entrado com Honda durante a segunda metade para fazer a diferença.

Há algum tempo que não se via o nipónico a brilhar na bola parada, mas Honda faz o segundo de livre, retornando aos seus bons tempos.

O Milan regressa à Europa. Fonte: Globoesporte – Marco Luzzani/Getty Images

Matías Fernández serve ainda o goleador, em crise de confiança, Lapadula, que concretiza o terceiro para ver o Milan retornar aos triunfos. Três épocas depois, o Milan regressa à Europa, tirando melhor partido da vitória da Juventus na Taça de Itália.

Resumo do Milan x Bologna aqui

Genoa – Torino

Depois de sucessivos sustos com as perigosas aproximações de Empoli e Crotone, os ‘grifoni’ bateram os ‘granata’ e tiraram máximo partido das derrotas dos perseguidores para assegurarem a permanência, depois de um período bem negativo.

Miguel Veloso foi dos mais ameaçadores, particularmente nas bolas paradas, e é assim que o Genoa inaugura o marcador. Rigoni antecipa-se ao primeiro poste num livre lateral do esquerdino internacional português.

Em cima da linha de golo, de calcanhar, Giovanni Simeone faz o 2-0, aproveitando uma defesa incompleta de Hart.

O agradecimento ao público genovês. Fonte: Fox Sports

Com forte ajuda da barreira, Ljajic reduz para 2-1 de livre directo, mas não impedia os de Génova de garantirem os mais vitais três pontos.

Resumo do Genoa x Torino aqui

Sassuolo – Cagliari

O que se aguarda quando as equipas já têm os objectivos atingidos é um encontro de espectáculo puro, para cativar os adeptos. Foi isso que sucedeu neste Sassuolo x Cagliari.

Logo aos sete minutos um canto batido por Berardi para a entrada da área vê Magnanelli chegar a abrir o marcador. O jovem dianteiro Berardi continua a brilhar e faz o 2-0. Um minuto depois volta a assistir e é mais um grande golo de fora da área, agora por Politano. Ainda não estavam decorridos 15 minutos e os ‘neroverdi’ já levavam três de vantagem.

Reduz Marco Sau para o Cagliari antes da meia hora.

Sensi tem um livre junto à lateral da grande área, bate bem chegado à baliza e Borriello acaba por desviar, o Sassuolo fazia o 4-1.

Foram seis golos para celebrar pelos ‘neroverdi’. Fonte: Canale Sassuolo

Matri ainda havia de marcar um golo, em cima dos 90 minutos, num segundo tempo mais calmo, contudo com mais três golos para as bancadas vibrarem.

Resumo do Sassuolo x Cagliari aqui

Udinese – Sampdoria

Três vermelhos num encontro que nada decidia deixam uma imagem negativa para este embate, terminado com empate.

Théreau abriu cedo o marcador para a formação da casa. Aos cinco minuto a Dacia Arena já vibrava com a vantagem da Udinese.

O golo fez recuar as hostes caseiras e foi a Sampdoria sempre a mais ousada, valendo Scuffet aos do Friuli.

Logo a começar a segunda metade, o juiz entende a entrada de Rodrigo de Paul como de vermelho directo e a Udinese fica reduzida a 10.

É o árbitro de baliza a dar indicação clara de grande penalidade, que o ex-Udinese Muriel concretiza para o empate, já com Bruno Fernandes no relvado e a tomar parte da jogada que criou a falta.

 

Felipe tomou como desrespeito a celebração de Muriel, ânimos escaldantes. Fonte: La Repubblica

Os festejos do avançado colombiano deixaram os jogadores da Udinese bem tensos e Danilo agarra mesmo Muriel pelo pescoço, acabando os dois na rua.

Resumo do Udinese x Sampdoria aqui

Lazio Roma – Inter Milão

Finalmente, o Inter Milão regressa às vitórias, ganha em Roma e coloca a Lazio com somente um ponto de vantagem sobre a Atalanta na luta pela 4.ª posição. Esta conquista, todavia, não vale de nada aos ‘nerazzurri’ pois a Europa já não está ao alcance.

Logo aos 18 minutos Baldé, dos 11 metros, garante aos ‘laziale’ vantagem. Parecia que o encontro se encaminharia para nova vitória.

Andreolli, contudo, cabeceia para o empate pouco depois dos 30 minutos.

Uma insistência de Candreva pela direita vê dois ressaltos em jogadores da Lazio e um autogolo para a cambalhota no resultado. Inzaghi nem acreditava que a sua equipa estava a perder.

Bem tentou a Lazio igualar novamente, mas acaba reduzida a nove, primeiro com segundo amarelo a Keita Baldé, dois amarelos num espaço de seis minutos, o segundo por simulação.

 

Éder faz o 3-1 e a Lazio ainda vê Lulic também deixar o relvado mais cedo por acumulação de amarelos.

O autogolo que acaba por mudar a tendência do desafio. Fonte: Daily Mail/Getty Images

Esta vitória impediu o Inter de atingir os nove encontros sem vencer, o que seria um novo máximo negativo para o clube.

Resumo do Lazio x Inter aqui

Pescara – Palermo

Já ambos despromovidos, Pescara e Palermo fecharam a jornada 37.

Depois dos primeiros ameaços, o Pescara adianta-se mesmo aos 15 minutos, golo de Muric. Deu sempre mais Pescara e o melhor que o Palermo conseguia era incomodar, mas pouco.

Sem significado, o Pescara despede-se dos adeptos com vitória. Fonte: Corriere dello Sport

Mitrita aponta o 2-0 a três minutos dos 90 para assegurar o triunfo aos ‘Deflini’.

Resumo do Pescara x Palermo aqui

Juventus – Crotone

A brilhante recuperação do Crotone e os cinzentos encontros caseiros da Juventus abriam expectativas para este desafio, contudo a vitória da Juventus na Taça de Itália aportava novos índices de confiança aos ‘bianconeri’.

Era importante marcar cedo para reduzir os níveis de ansiedade ao mínimo e, face a um Crotone encolhido, Mandzukic apontou o primeiro aos 12 minutos. Cuadrado sobe bem e coloca melhor para surgir o croata a concretizar.

Num belo livre, Dybala marca também e a Juventus já celebrava – finalmente – o inédito hexacampeonato de Itália, algo que nunca antes qualquer clube havia conseguido.

Apenas Cordaz evitava que se avolumassem os golos para os campeões.

Mais uma foto do hexa. Fonte: Eurosport

É já nos últimos 10 minutos que Dybala bate o canto e Alex Sandro aparece a cabecear, estava fechado o resultado em Turim.

Resumo do Juventus x Crotone aqui

Serie B

Depois do SPAL, foi o histórico Hellas Verona a conquistar a subida à Serie A, acabando em igualdade pontual com o Frosinone. Agora jogam-se os play-off pela última vaga de subida, uma luta que envolve Frosinone, Perugia, Benevento, Cittadella, Carpi e Spezia. O Bom Futebol do Hellas a rapidamente retornar ao escalão maior.

Foram vários milhares de ‘giallobu’ a invadirem Cesena para o derradeiro encontro do Hellas. Fonte: trivenetogoal.it

Os festejos de subida do Hellas Verona aqui

Já passava das três da madrugada, mas a cidade saiu à rua para celebrar a subida, para ver aqui

Deixe o seu comentário

bomfutebol