-- ------ O (A)Deus Romano - Bom Futebol
Bom Futebol

O (A)Deus Romano

O (A)Deus Romano – Serie A TIM.

A despedida de Francesco Totti centrou todas as atenções, num misto de emoção, agradecimento e tristeza que invadiu o Olímpico romano. Mas a derradeira ronda da Serie A garantiu o histórico 4.º lugar à Atalanta e a quase inacreditável salvação do Crotone.

Classificação final da Serie A 16/17. Fonte: sítio oficial da liga italana www.legaseriea.it

A lenda de Totti permanecerá para todo o sempre no Olímpico de Roma

A derradeira volta olímpica de ‘Il Capitano’ aqui

Todos os golos da 38.ª jornada da Serie A TIM para ver aqui

AS Roma – Genoa:

Não marcou, mas Francesco Totti, ‘Il Capitano’, ‘Il Eterno’, foi a figura central de uma partida animada e com cinco golos, numa homenagem que teve participação directa portuguesa. Mário Rui entrou logo aos 18 minutos de jogo e esteve junto do ‘Eterno Capitão’ nesta sentida e muito emotiva celebração de um ídolo.

Dzeko apontou o 29.º golo e a AS Roma certificou o 2.º lugar, não permitindo a ultrapassagem por parte do Nápoles e, com isto, assegurando a entrada directa na Liga dos Campeões da próxima temporada.

Miguel Veloso alinhou os 90 minutos pelos ‘Grifoni’.

Pellegri abriu o marcador logo aos três minutos. O Genoa não queria ser mero figurante na partida e obrigou os ‘lupi’ a irem atrás do resultado.

À segunda, depois de remate ao poste, Dzeko igualou aos 10 minutos e foi assim que se chegou ao intervalo.

Foi o outro capitão romano, De Rossi, a dar avanço aos ‘giallorossi’, estavam-se já nos 20 minutos finais. Lazovic empatava cinco minutos depois. Era de capital importância o triunfo para a AS Roma.

Um dos últimos momentos de Totti como futebolista profissional. Fonte: The Sun

Do banco saltou também Perotti e foi ele a apontar o tento da vitória, assistido de cabeça por Dzeko, que já havia ganho a linha e dado atrasado para o golo de De Rossi. O bósnio acaba por ser vital no 2.º lugar romano, mas o dia era de Totti.

Resumo oficial do AS Roma x Genoa aqui

Bologna – Juventus:

Já campeã, a Juventus visitou o Bologna e ganhou por 1-2, numa partida onde certamente a maioria dos elementos de Turim já estava com o foco na final da Liga dos Campeões.

Foram os da casa a marcar primeiro e os ‘bianconeri’ somente deram a volta nos descontos do desafio, cortesia do menino Moise Kean, assistido por Pjanic, dois elementos oriundos do banco.

Moise Kean ficará para a história das ‘Big 5’, é o primeiro ‘milenial’ a marcar nos denominados cinco grandes campeonatos europeus, ele que já havia sido o primeiro nascido em 2000 a estrear-se na Serie A TIM.

A primeira obra-de-arte, contudo, é pertença do franco-argelino Saphir Taider, num remate belíssimo a dar vantagem aos ‘veltri’.

A segunda é do brasileiro Ângelo da Costa, a voar para negar um golo a Dybala. O jovem argentino ainda pode aprimorar bastante a sua competência em matéria de finalização. Ângelo ainda negou o golo a Higuain pouco depois, mas Dybala surge quase em cima da linha de golo e empata o encontro.

Moise Kean, um nome para a história. Fonte: sítio oficial da Juventus

Aos 94 minutos livre de Pjanic, que tem olhos precisos nos pés, e o adolescente Kean cabeceia a contento. A campeã terminava a liga com vitória.

Resumo oficial do Bologna x Juventus aqui

Atalanta – Chievo Verona:

A ‘Dea’ terminou com vitória e, fruto da derrota no dia seguinte da Lazio, conclui a Serie A TIM na 4.ª posição, a melhor de sempre para a Atalanta, com qualificação para a Liga Europa. O veterano Gasperini, marcado pela má experiência no Inter Milão – ainda de Moratti – tem em Bergamo a sua melhor prestação de sempre e conquista um lugar no Olimpo do clube.

Foi uma temporada memorável e onde o Bom Futebol esteve presente de forma consistente e constante, numa equipa liderada por um ‘Papu’ Goméz, que até aqui nunca se tinha catapultado ao lugar de líder e estrela máxima, onde Paloschi, um excelente avançado, acabou por ter pouquíssimo tempo de jogo, face à forma como o modelo móvel desenhado por Gasperini para o ataque funcionou.

Foi ‘Papu’ a marcar o único golo diante do Chievo, assistido pelo ex-benfiquista Cristante, que também encontrou na Atalanta a equipa ideal para recuperar os índices de confiança perdidos.

Um herói, uma estrela improvável numa época inesquecível. Fonte: Fantamagazine

Este encontro marcou ainda a despedida de Cristian Raimondi do clube.

O adeus de Raimondi também é recordado aqui

Resumo oficial do Atalanta x Chievo aqui

Sampdoria – Nápoles:

O Nápoles terminou com mais uma vitória com bastantes golos (4), somando no final 94, melhor ataque da competição. partida em que Bruno Fernandes foi titular na equipa da casa, substituído aos 53 minutos.

Começou bem cedo a funcionar o triturador ofensivo napolitano, todavia os remates saíam à figura de Puggioni.

Bruno Fernandes é o primeiro a responder pelos ‘blucerchiati’, contudo o remate sai ligeiramente ao lado.

Mais uma saída avassaladora do Nápoles, um defesa da casa tenta evitar que a bola chegue a Callejón, corta e Mertens, genial, de primeira, abre a contagem!

Como os ‘diabos’ de Nápoles parecem concorrer directamente pelas diabruras mais encantadoras, o chapéu de Mertens, com a bola enrolada, tem resposta em Insigne, também ele a sacar uma ‘cartolada’ de deixar os adeptos boquiabertos.

A combinação Callejón-Hamsik demonstra a solidariedade e espírito de equipa que existe no Nápoles. Aos 49 minutos exibia o marcador 0-3.

Respondeu imediatamente a Sampdoria e Quagliarella limita-se a encostar para o 1-3 no minuto seguinte.

Dentro da área, Insigne levanta para o lado oposto desta, onde surge Callejón a concluir de primeira, 1-4.

Uma máquina ofensiva este Nápoles. Fonte: Corriere dello Sport

A Sampdoria apenas consegue minimizar a derrota com Ricky Alvarez a fechar em 2-4 aos 90 minutos.

Resumo oficial do Sampdoria x Nápoles aqui

Palermo – Empoli:

É costumeiro surgirem rumores sobre resultados ‘feitos’, particularmente quando algum dos intervenientes já tem o destino traçado. No caso dos sicilianos do Palermo, decidiram o destino do derradeiro rival, que ‘obrigam’ a acompanhá-los na descida à Serie B, o Empoli, que passou toda a temporada praticamente fora da zona de despromoção e cai nos últimos 15 minutos da época.

Bem tentou o Empoli marcar, no entanto a linha defensiva do Palermo revelou uma disponibilidade sem igual e impediu que tal sucedesse.

Fulignati esteve soberbo nas redes sicilianas e o nulo ia-se mantendo no encontro.

O inevitável Nestorovski, que deverá ter propostas para permanecer ao mais alto nível, acaba por concretizar para os da casa aos 76 minutos. O Empoli via-se numa situação desesperada. O rival Crotone surpreendia a ‘europeia’ Lazio e eram os toscanos a descerem com esta combinação de resultados, uma aliança a sul para manter algum representante do bico da bota no topo do futebol transalpino.

Uma saída medíocre do Empoli permite a Bruno Henrique recuperar a bola e ‘chapelar’ Pelagotti. O Palermo fazia o segundo e praticamente condenava o Empoli à descida.

Fulignati deixa cartel. Parou quase tudo o guardião do Palermo. Fonte: Eurosport Itália

Krunic ainda reduz, mas demasiado pouco e excessivamente tarde. O Empoli desce de divisão, o Palermo cai de cabeça erguida.

Resumo oficial do Palermo x Empoli aqui

Crotone – Lazio Roma:

A recuperação final do Crotone mereceu mesmo a manutenção. Parecia ser já tardia, contudo no derradeiro fôlego e perante uma equipa ainda em luta por posição, na Europa, os ‘Squali’ (Tubarões) garantem a permanência nesta sua estreia ao mais alto nível.

Com um futebol agradável, apoiado, sem nervos – algo que se esperaria, o Crotone adianta-se no marcador logo aos 14 minutos por Nalini.

Um livre lateral de Barberis vê Falcinelli elevar-se e cabecear, com a bola a entrar ainda roçando na barra. Os ‘squali’ faziam o 2-0 e o sonho de continuarem na Serie A TIM estava cada vez mais próximo.

Immobile reduz de grande penalidade e abre novamente o desafio, mas a expulsão do angolano Bastos por duplo amarelo em cima do intervalo dá uma margem interessante para os de Nicola na ida para o descanso.

O milagre foi mesmo conquistado. Fonte: Eurosport Italia

Reforço para esta época, tapado por outros dianteiros, o napolitano Nalini acabou decisivo na permanência ao bisar neste desafio, os seus primeiros golos na Serie A TIM. O Crotone vencia a poderosa – e de futebol vistoso – Lazio, sem que o triunfo fosse questionado, e aproveitava a ‘ajuda’ do Palermo para ultrapassar o Empoli e garantir lugar para 17/18 no máximo escalão transalpino.

Resumo oficial do Crotone x Lazio aqui

Fiorentina – Pescara:

Paulo Sousa despediu-se de Florença com um empate diante do último da tabela.

Foram os de Zeman a marcarem primeiro, por intermédio de Caprari, numa saída bem rápida.

Vários erros ‘viola’ permitem a Bahebeck dobrar a vantagem visitante, naquela que já se imaginava ser uma triste despedida.

Aos 66 minutos, somente um após o 0-2, Saponara reduz para os da casa.

Paulo Sousa acaba por se despedir de Florença sem grande glória. Fonte: Fox Sports

Candidato a golo da ronda, Vecino iguala num remate de meia distância, assim se concluía o encontro.

Resumo oficial do Fiorentina x Pescara aqui

Inter Milão – Udinese:

O Inter despede-se de forma positiva do Giuseppe Meazza, com uma goleada de 5-2 sobre a Udinese.

Davide Santon, logo aos cinco minutos, ganha a linha e centra rasteiro para Éder abrir a contagem a favor dos da casa.

Antes dos 20 é Éder a descobrir o cobiçado Perisic, que aponta o 2-0.

Uma combinação croata vê Perisic oferecer a Brozovic o terceiro. O Inter caminhava tranquilamente para uma goleada.

O quarto chega já na segunda metade e agora Perisic retribui a Éder, que bisa.

Balic, com um remate colocado à entrada da área, ameniza a derrota aos 76 minutos, mas o Inter chega ao 5-1 dois minutos depois.

Perisic brilha e Brozovic também marca. Fonte: FourFourTwo

Já nos descontos o colombiano Zapata volta a colocar a desvantagem em três golos.

Resumo oficial do Inter x Udinese aqui

Cagliari – AC Milan:

Apesar do Inter terminar com vitória e o Milan derrotado, no particular duelo de San Siro são os ‘rossoneri’ a terminar acima, um ponto, na classificação da Serie A TIM.

Na viagem à Sardenha o Milan despede-se da liga sem grande brilho e permite que, com a vitória, o Cagliari pule um par de lugares para terminar no 11.º lugar.

João Pedro Galvão, que passou por Portugal em duas ocasiões, primeiro no Vitória Guimarães, depois no Estoril-Praia, terminou com mais um tento, o seu sétimo da época, dando vantagem aos visitados ainda antes dos 20 minutos.

Bacca permite a Crosta defender uma grande penalidade, mas é mesmo dos 11 metros que o Milan iguala, desta feita com Lapadula a concluir com êxito a oportunidade.

O Cagliari venceu o Milan nos descontos. Fonte: 90Min

João Pedro Galvão ‘engana’ Donnarumma de livre directo e na recarga, em plenos descontos, Pisacarne garante os três pontos ao Cagliari.

Resumo oficial do Cagliari x Milan aqui

Torino – Sassuolo:

Foi uma ronda final carregada de golos e o encontro que mais contribuiu para tal foi este Torino x Sassuolo, oito tentos, 5-3, espectáculo, animação e a certeza de que quem foi ao Olímpico de Turim saiu satisfeito por aquilo que ‘Granata’ e ‘Neroverdi’ produziram. Assim se quer um encontro sem nada para decidir.

Boyé abre as hostilidades logo aos cinco minutos. Defrel empata cerca de 10 minutos depois. Nem outros 10 haviam decorrido e Baselli dá novamente vantagem à formação da casa. Defrel, letal na zona de finalização, volta a igualar, estavam 40 minutos de jogo no relógio.

De Silvestri, nos descontos do primeiro tempo, garante avanço aos visitados para a pausa.

Iago Falqué faz o 4-2 aos 57 minutos. A seca de Belotti continuava.

Finalmente, o excelente dianteiro do Torino volta a marcar e os ‘Granata’ sobem para 5-2.

Belotti regressou aos golos no fecho da Serie A. Fonte: CalcioMercato.com

Defrel ainda reduz para 5-3 de grande penalidade, um hat-trick que soube a pouco para o gaulês.

Resumo oficial do Torino x Sassuolo aqui

Deixe o seu comentário

bomfutebol