-- ------ Omar Abdulrahman - Bom Futebol
Bom Futebol

Omar Abdulrahman

Ainda a tempo de vir a ser um Grande de Amanha?! Médio ofensivo/extremo canhoto, talentoso e com boa visão de jogo são alguns do predicados de Omar, que aos 24 anos de idade ainda não conseguiu dar o salto para o futebol europeu, que muitos adivinhavam desde tenra idade. Em 2009, com apenas 17 anos, fez a sua estreia pela equipa principal do Al-Ain (clube onde continua a jogar atualmente), destacando-se pela sua rapidez e habilidade com a bola, despertando a atenção de vários emblemas europeus. O jornal ‘Marca’, não há muito tempo, classificava Omar Abdulrahman como ‘El mejor crack desconocido del mundo’.

Em Julho de 2009, em plena pré-temporada surge a primeira lesão grave no joelho, que fez o jogador ficar afastado dos relvados até Fevereiro de 2010, ainda a tempo de fazer a sua estreia na AFC Champions League. No entanto, seria na época seguinte que Omar se afirmaria na equipa, com 11 golos e 8 assistências em 29 jogos. Tal desempenho levou a que o Al-Ain renovasse o seu contrato precavendo-se da previsível investida de clubes europeus.

No início da época 2011-2012, o azar volta a bater à porta de Omar com a segunda lesão grave no joelho, tendo feito apenas 10 jogos nessa época. Recuperado da lesão, deu nas vistas nos Jogos Olímpicos de Londres, principalmente num jogo frente ao Uruguai, onde foi considerado o melhor jogador em campo.

As boas performances de Omar nos Jogos Olímpicos levaram-no a duas semanas de testes no Manchester City, onde agradou aos técnicos de clube, mas as dificuldades com a necessária obtenção do visto de trabalho para atuar em Inglaterra deitaram por terra a transferência. Voltou então para o Al-Ain onde, sem mais lesões a atrapalhar, tem brilhado nas últimas épocas com golos e assistências, levando a novos rumores de transferências para a Europa.

Seria muito curioso perceber como os treinadores europeus domariam o seu talento puro, em jeito de futebol de rua, tendo em conta que grande parte dos clubes europeus têm sistemas táticos rígidos, onde há pouco espaço para estes talentos encaixarem. Além disso, teria obrigatoriamente de aprimorar o seu jogo defensivo.

“He’s a fantastic player whose place is abroad, and I hope he’s going to do this. I hope he gets what he deserves as he’ll provide a good image for UAE football and the country” – Cosmin Olariu, ex-treinador de Omar Abdulrahman, ao jornal ‘The National’.

Alguns dos melhores momentos de Omar Abdulrahman:

Autor: Nuno Lage

Deixe o seu comentário

bomfutebol
Cópia não permitida! Conteúdo protegido por direitos de autor.