-- ------ Passeio ‘Católico’ atrás da história - Ladbrokes Premiership - Bom Futebol
Bom Futebol

Passeio ‘Católico’ atrás da história – Ladbrokes Premiership

O regresso do Rangers à divisão maior do futebol escocês ainda não abalou o avassalador domínio do arqui-rival Celtic. Agora com Brendan Rodgers ao leme, os ‘Católicos’ somam o sexto título consecutivo com oito encontros ainda para realizar. O objectivo agora é outro, igualar um feito que remonta ao século XIX

Corria a distante temporada de 1928/29 quando o Glasgow Rangers se sagrou campeão com oito rondas ainda por disputar. Os ‘Católicos’ igualam os ‘Protestantes’ nesse feito. O sexto título consecutivo sucede para o Celtic pela terceira vez na história, depois dos seis entre 1905 e 1910 e dos nove obtidos entre 1967 e 1974.

A goleada em Tynecastle é a maior desde 1973, num derby de Edimburgo onde o Hibernians aplicou ‘chapa-7’ ao Hearts. O ‘estalo’ do Celtic na capital apenas serviu para consagrar de forma clara o corrente ‘imperador’ da liga escocesa, que necessita rapidamente de se reinventar pois perde força a cada dia internacionalmente face a essa gritante falta de competitividade interna.

Mais de 16 mil assistiram à debacle dos ‘Jambos’ e à festa do Celtic, num resultado que não traduz o que se passou realmente no relvado, onde os de Edimburgo até criaram mais situações, todas resolvidas por Gordon e a linha defensiva do Celtic, mas foram os de Glasgow a se mostrarem bem mais eficazes na concretização. Esmael Gonçalves foi titular pelo Heart of Midlothian.

Nota ainda para o hat-trick da antiga promessa do futebol inglês, Scott Sinclair, que está a realizar uma bela temporada, 18 golos e sete passes decisivos na Ladbrokes Premiership. Stuart Armstrong, um nativo de Inverness, apontou o seu 12.º, enquanto o adolescente Patrick Roberts, cedido pelo Manchester City, também ajudou à festa, que nem precisou de Dembelé ou Griffiths a marcar para chegar aos 5-0!

A festa no balneário foi bem regada! Apesar de se fazer hábito, os futebolistas do Celtic não se cansam de celebrar de forma bem intensa cada título.

Agora Brendan Rodgers continua a ter um enorme objectivo, garantir que os ‘Católicos’ não perdem até final da temporada. É necessário recuar até 1899 e é temporada perfeita do Glasgow Rangers, 18 vitórias em 18 jogos, para encontrar o último campeão escocês invicto, algo que o Celtic Glasgow também conseguiu em 1898, com 15 triunfos e três empates!!! Um século inteiro atravessado, um milénio virado, até que tal seja possível novamente! Este é o foco necessário aos ‘Católicos’ depois de um título conquistado tão precocemente na época.

Invictus! Não, não é o filme sobre a sensacional empreitada da África do Sul no seu regresso ao desporto internacional e o título mundial de râguebi em casa, é mesmo o Glasgow Rangers de 1898/99, com o único registo perfeito da história do futebol escocês. Fonte: The Glasgow Story www.theglasgowstory.com

Brendan Rodgers tentará imitar o histórico Celtic de 1897/98 e o título sem derrotas. Fonte: Maleysbhoys.com

Foi com um 0-7 em Dundee que o Aberdeen deu mais um forte passo rumo ao vice-título de 2017, jogo visto por Pedro Caixinha, com Considine a apontar o primeiro hat-trick da sua carreira e o Aberdeen a ter o quinto jogador seu a apontar três tentos num encontro fora de casa neste século… todos em… Dundee!!!

Para o Dundee FC a noite apenas pedia para terminar e esta derrota deixa o clube com a quase certeza de permanecer nos últimos seis para a fase final, mantendo-se pouco acima da linha de descida.

Longe do fulgor das temporadas anteriores, o Motherwell deslocou-se a Ibrox para gelar as bancadas logo aos três minutos. Moult cabeceia com sucesso e Pedro Caixinha, que havia começado tão bem a sua estada no Rangers, via-se obrigado a pressionar a equipa para melhorar a produção.

Foram quase 50 mil a verem in loco ao duelo entre os dois clubes, ambos sempre em busca de golos, mas com Samson e Foderingham superiores debaixo dos postes.

O avançado inglês Joe Garner foi lançado pelo técnico alentejano ao intervalo, revelando-se essencial para, pelo menos, o Rangers conseguir um ponto, abaixo do esperado face à fraca temporada dos ‘Steelmen’, mas a menorizar as perdas. Uma bola comprida da direita para o segundo poste de Kenny Miller viu Garner concretizar com acerto para o empate pouco depois da hora de jogo.

Depois disso é Foderingham a impedir nova vantagem forasteira com bela estirada a cabeceamento visitante, respondendo Samson com a mancha e novamente o guardião da casa com dupla defesa tremenda!

Foi uma tarde de brilho para os ‘Senhores das Balizas’.

Foderingham e Samson foram monstros nas balizas de Rangers e Motherwell. Fonte: Canal da liga escocesa no Youtube

Quem não tirou partido da goleada sofrida pelo Hearts foi o St. Johnstone, que terminou reduzido a nove na deslocação ao terreno dos Hamilton ‘Accies’ e sofreu o único golo mesmo no fim do encontro.

Quem não merecia perder era o veterano internacional norte-irlandês nascido em Toronto Alan Mannus, com várias intervenções de grau de dificuldade máximo nas redes do St. Johnstone, a não ter hipóteses aos 89 minutos.

Foi um fim-de-semana de voos gigantescos na liga escocesa. Fonte: canal oficial da liga escocesa no Youtube

O Inverness Caledonian Thistle permanece com a ‘lanterna vermelha’. Na recepção ao Kilmarnock viu-se a perder depois de Kris Boyd ter concretizado uma grande penalidade aos 19 minutos, mas iguala aos 25, num belo remate de McKay, com um estádio pouco preenchido (perto de três mil adeptos).

Apesar de estar a somente cinco pontos do 8.º (Dundee FC), o Inverness tinha de vencer este encontro pois o Kilmarnock situava-se igualmente na faixa dos 30 pontos, é um rival directo.

O Partick Thistle mantém-se na 6.ª posição e o objectivo passa por assegurar-se desse lugar para descansar desde logo as aflições de uma possível descida. A recepção ao Ross County viu Doolan emergiu como herói, um bis nos seus 100º e 101º golos pelo Thistle, 45 dos quais na Premiership escocesa.

Até foram os visitantes a marcar primeiro, depois de já terem atirado ao ferro, contudo Kris Doolan surgiu para revirar o encontro e dar três preciosos pontos aos da casa. A luta pela permanência afigura-se tremenda para a última fase da temporada.

Decorridas 30 jornadas, assim se posicionam os clubes na Ladbrokes Premiership. Fonte: sítio oficial da liga escocesa www.spfl.co.uk

Num encontro do terceiro escalão escocês, a Ladbrokes League 1, entre duas equipas a lutarem desesperadamente pela permanência, Stranraer (8.º, agora com 37 pontos) e Stenhousemuir (10.º e último com 29), tivemos uma grandíssima bicicleta do anglo-senegalês Kassaraté num fim-de-semana que ofereceu vários momentos destes espalhados pelo mundo, do Japão ao México, passando pelo Escócia ou por Espanha.

A bela conclusão de Kassaraté, internacional sub20 senegalês nascido em Londres e formado no Tottenham, cedido pelo Dumbarton ao Stranraer. Fonte: canal do Stranraer FC no youtube

Autor: António Valente Cardoso

 

 

Deixe o seu comentário

bomfutebol