-- ------ Premier League 2017/2018 - Jornada 3 - Tudo o que necessitas saber - Bom Futebol
Bom Futebol

Premier League 2017/2018 – Jornada 3 – Tudo o que necessitas saber

Salah - Jornada 3

Premier League 2017/2018 – Jornada 3

Sábado passado marcou o arranque da Jornada 3 da Premier League 2017/2018. Dez jogos de grande qualidade, espectáculo e Bom Futebol. Liverpool e Arsenal, destaque da jornada, encerraram o fim de semana futebolístico em Inglaterra com estrondo. Estes foram os resultados dos jogos da Jornada 3 da Premier League.

AFC Bournemouth 1 2 Manchester City
Huddersfield Town 0 0 Southampton
Newcastle 3 0 West Ham United
Watford 0 0 Brighton & Hove Albion
Crystal Palace 0 2 Swansea City
Manchester United 2 0 Leicester City
Chelsea 2 0 Everton
West Bromwich 1 1 Stoke City
Tottenham 1 1 Burnley
Liverpool 4 0 Arsenal

AFC Bournemouth 1 – 2 Manchester City

Perante um Bournemouth com um mau início de época, o Manchester City teve muita dificuldade para levar os três pontos nesta deslocação da Jornada 3. O Bournemouth começou o jogo de uma forma muito personalizada, pressionantes nas primeira fase de construção do adversário, impedindo que fizesse o seu jogo de posse de bola com qualidade. A forma como pressionavam defensivamente o Manchester City deu frutos aos 13 minutos de jogo. Numa recuperação de bola à entrada da área do City, o Bournemouth conseguiu chegar até à zona de finalização e no meio de alguns ressaltos e tentativas de remate, a bola sobra para Daniels que faz um potente remate sem hipóteses de defesa para Ederson.

O Manchester City na primeira situação de finalização que criou conseguiu fazer o golo do empate. David Silva a servir Gabriel Jesus nas costas da defesa do Bournemouth e o avançado brasileiro a fazer o 1-1. Restabelecida a igualdade a partir do minuto 21. Uma igualdade que duraria até bem perto do fim do jogo. Sete minutos após os 90, Sterling fez o golo do sofrido mas merecido triunfo do Manchester City. O mesmo Sterling acabaria expulso na sequência dos festejos do golo, ao ver o segundo cartão amarelo por ter festejado o golo fora do campo de jogo.

A vitória da equipa de Guardiola permite manterem a distância de dois pontos para o primeiro lugar. Neste jogo a equipa do Manchester City mostrou muito mais alma e espírito de superação que faltaram na época anterior. Para o Bournemouth acaba por ser uma desilusão deixar fugir o empate nos últimos instantes de jogo. Fazer o primeiro ponto da época perante o Manchester City teria sido uma grande fonte de motivação para os jogos futuros.

Imagem 1 – Sterling a salavar o Manchester City já em período de desconto – Fonte: www.premierleague.com

Huddersfield Town 0 – 0 Southampton

A equipa sensação da Premier League 2017/2018 acaba por perder os primeiros pontos na Jornada 3. O Huddersfield não conseguiu bater o guarda-redes Forster, apesar da muitas tentativas de golo. Foram 16 remates efectuados mas somente 6 foram na direcção da baliza de Forster, que o guarda-redes a bem ou a mal conseguiu defender.

O Southampton apesar de ter tido mais posse de bola. teve menos volume ofensivo em termos de ataque à baliza do Huddersfield. Somente 6 remates efectuados, sendo que metade foram na direcção da baliza. Um jogo que se esperava mais da parte do Southampton.

Ambas as equipas continuam sem perder na actual edição da Premier League. Melhor o Huddersfield Town com duas vitórias e um empate em três jogos. O Southampton tem dois empates e uma vitória, mantendo-se na primeira metade da tabela.

Newcastle 3 – 0 West Ham United

O Newcastle a confirmar o mau começo de época do West Ham United, neste jogo da Jornada 3. Num jogo entre duas equipas que ainda não tinham ganho até ao momento, o Newcastle foi muito mais eficaz ofensivamente. Além de marcar mais golos, o Newcastle fez mais remates e teve mais oportunidades de golo, com menor tempo de posse de bola do que o West Ham.

O Newcastle fez o primeiro golo aos 36 minutos de jogo. Atsu assiste na perfeição Joselu e o avançado teve o tempo e a calma necessária para fazer o golo. Na segunda parte o Newcastle confirmou o resultado final com mais dois golos. Aos 72 minutos Ciaran Clark subiu mais alto que os seus adversários e cabeceou para o 2-0. Mitrovic confirmou o resultado final aos 86 minutos de jogo, com uma boa finalização na cara de Joe Hart.

Ao terceiro jogo o Newcastle consegue a primeira vitória da época e os primeiros três pontos do campeonato. O West Ham continua a afundar-se cada vez mais no fundo da classificação. Três derrotas em três jogos deixam a equipa muito longe daquilo que se esperava no início da época. O avultado investimento em jogadores com experiência na Premier League, como Joe Hart, Zabaleta e Chicharito Hernandez, não está a ter o devido retorno desportivo.

Imagem 2 – Desilusão de Bilic por mais uma derrota – Fonte: www.premierleague.com

Watford 0 – 0 Brighton & Hove Albion

O Watford recebeu o Brighton & Hove Albion e o resultado não saiu do empate sem golos. Um resultado que pode parecer pouco para a equipa da casa mas o facto de ter ficado reduzido a dez jogadores aos 24 minutos de jogo limitou a acção da equipa de Marco Silva para boa parte do jogo.

O Brighton foi a equipa com mais posse de bola e mais remates efectuados (16 contra 8). Contudo poucos dos remates feitos durante o jogo, sejam do Watford ou do Brighton, tiveram a direcção da baliza. Aliás o Watford não fez nenhum remate na direcção da baliza de Ryan. Enquanto que o Brighton dos 16 remates feitos, só 2 foram na direcção da baliza de Gomes.

O Watford mantém-se invicto na Premier League 2017/2018, encontrando-se na metade superior da tabela classificativa. O Brighton conseguiu conquistar neste jogo da Jornada 3 o primeiro ponto na Premier League da sua história.

Crystal Palace 0 – 2 Swansea City

Terceiro jogo e terceira derrota para o Crystal Palace. Na recepção ao Swansea City, os Eagles não conseguiram evitar a derrota. Numa primeira parte em que o Swansea foi superior, o primeiro golo do jogo só surgiu perto do intervalo. Aos 44 minutos Abraham a fazer o golo com um colocado remate, após fantástico passe de Leroy Fer.

Na segunda parte, o Crystal Palace procurou mudar o resultado. Teve mais posse de bola e mais lances de perigo mas a sua eficácia ofensiva foi insuficiente para conseguir bater a organização defensiva adversária. A juntar a isso, o Swansea City aumentou o resultado para 0-2 logo no início da segunda parte. Jordan Ayew a fazer o segundo golo do jogo aos 48 minutos, após passe de Kyle Naughton.

O início da aventura de Frank de Boer em Inglaterra não tem sido fácil. O treinador holandês ainda não conseguiu comandar o Crystal Palace a pontuar nesta edição da Premier League. Com este jogo da Jornada 3, o Crystal Palace soma três derrotas no mesmo número de jogos. Já o Swansea City consegue a primeira vitória nesta edição da Premier League, tendo conhecido todos os possíveis resultados nestes três primeiros jogos.

Manchester United 2 – 0 Leicester City

Mais um jogo e mais uma vitória para o Manchester United. A equipa orientada por José Mourinho recebeu o Leicester City e venceu por 2-0. Um jogo em que a equipa visitada teve mais posse de bola, controlou o jogo e conseguiu também ter mais situações de golo que o adversário. Acima de tudo, o Manchester United jogou de forma equilibrada, o que permitiu reduzir as hipóteses do Leicester de explorar o contra-ataque.

Os golos somente surgiram na segunda parte. Ainda antes do primeiro golo, aos 53 minutos, Lukau teve oportunidade de fazer o primeiro golo num penalti cometido por Danny Simpson. Contudo Schmeichel defendeu o remate do avançado belga em grande estilo. Não marcou Lukaku marcaria Rashford. Aos 70 minutos Mkhitaryan oferece ao jovem internacional inglês a oportunidade de abrir o marcador e Rashford não falhou. Já aos 82 minutos, Fellaini a fazer o 2-0 final, desviando com a coxa o remate de Lingard e enganando assim o guarda-redes do Leicester.

Ao fim de três jornadas o Manchester United é líder isolado da Premier League. Três jogos e três vitórias, tendo ainda um registo de 10 golos marcados e nenhum sofrido. Números muito interessantes para a equipa de José Mourinho. Já o Leicester somente venceu por uma vez nesta edição da Premier League. Contudo as duas derrotas que tem são contra Arsenal e Manchester United, equipas do topo da liga.

Imagem 3 – Rashford a celebrar o golo que deu início à vitória dos Red Devils – Fonte: www.premierleague.com

Chelsea 2 – 0 Everton

Após ter sido surpreendido em casa na Jornada 1, nesta Jornada 3 o Chelsea obteve a primeira vitória em casa. Num jogo que se perspectivava difícil, o Chelsea resolveu o jogo por dois golos sem resposta.

O Chelsea conseguiu ter mais posse de bola e criar mais perigo que o seu adversário, sendo que o segredo da vitória esteve em limitar a acção ofensiva do Everton a sete oportunidades de golo, sem que fizessem algum remate na direcção da baliza de Pickford.

Os golos do jogo surgiram todos na primeira parte. Aos 27 minutos de jogo Morata assiste Fabregas e o médio a fazer um colocado remate já dentro da área de penalti. Aos 44 minutos de jogo Morata a fazer 2-0 de cabeça, após cruzamento de Azpilicueta.

O Chelsea mantém-se assim a três pontos da liderança, tendo uma sequência de duas vitórias seguidas. O Everton soma a primeira derrota desta época, tendo quatro pontos em três jogos.

Imagem 4 – Morata a saltar mais alto que os seus adversários e a fechar o resultado em 2-0 – Fonte: www.premierleague.com

West Bromwich 1 – 1 Stoke City

Jogo entre duas equipas que apresentam uma forma de jogar semelhante, tendo o jogo espelhado o equilíbrio entre as duas equipas. Foi um jogo bem disputado, com oportunidades de golo para ambas as equipas mas em que faltou melhor eficácia no momento da finalização. Ambas as equipas somente por duas vezes remataram na direcção da baliza adversária. Pouco para a quantidade de oportunidades de golo que foram criadas.

Os golos ficaram reservados para a segunda parte. Marcou primeiro a equipa da casa, aos 61 minutos de jogo. Nyom avançou pelo corredor direito sem oposição, cruzou para o interior na área, onde surge Jay Rodriguez a antecipar-se aos defesas e a fazer o 1-0. Aos 77 minutos de jogo, Crouch empatou o jogo a um golo. O internacional inglês aproveitou uma má intercepção de bola do defesa adversário para, completamente sozinho, fazer o 1-1.

O West Bromwich que contava por vitórias os jogos anteriores, acabou por perder os primeiros pontos da época. Mesmo assim continua sem saber o que é perder, ocupando um lugar na metade superior da tabela. O Stoke City conquistou um ponto fora, tendo no total quatro pontos e encontrando-se a meio da tabela classificativa.

Tottenham 1 – 1 Burnley

Após a derrota com o Chelsea na jornada anterior, o Tottenham volta a não conseguir ganhar na Jornada 3. Aliás o Tottenham desde que joga em Wembley como sua casa, ainda não conseguiu ganhar nenhum jogo. Num jogo em que o Tottenham foi mais controlador do jogo (mais posse de bola, mais oportunidades e remates) o Burnley soube explorar muito bem o contra-ataque como método ofensivo de jogo. Apesar dos seus reduzidos 33% de posse de bola, o Burnley conseguiu ter treze oportunidades para rematar à baliza de Lloris, sendo que três desses remates tiveram a direcção da baliza.

Os golos chegaram somente na segunda parte. Aos 48 minutos de jogo Dele Alli a fazer o primeiro golo do jogo. O jovem internacional inglês a aproveitar uma série de ressaltos dentro da área, após canto, para finalizar com sucesso. Mais um golo para o médio inglês, que continua a manter a boa forma exibicional com que terminou a época passada. Já em período de desconto, o Burnley chegou ao empate. Um passe de Robbie Brady passa inexplicavelmente pelo meio da defesa do Tottenham e Chris Wood a surgir nas costas da defesa para fazer o golo do empate. Um balde de água fria para a equipa do Tottenham que aparentemente tinha o jogo controlado.

O Tottenham perde pontos pelo segundo jogo consecutivo, estando já a cinco pontos da liderança. O Burnley aproveita para fazer mais um ponto fora de casa, tendo neste momento um registo forasteiro melhor que caseiro.

Imagem 5 – Notória a desilusão no rosto dos jogadores do Tottenham após deixarem fugir a vitória – Fonte: www.premierleague.com

Liverpool 4 – 0 Arsenal

Pesada derrota do Arsenal na deslocação ao campo do Liverpool. Uma vitória dominadora do Liverpool, num jogo de total desastre para a equipa de Wenger, que soma a segunda derrota consecutiva.

Uma primeira parte de grande nível do Liverpool permitiu chegar ao intervalo a ganhar por 2-0. A velocidade do ataque do Liverpool deu o seu primeiro fruto aos 16 minutos de jogo. Firmino a surgir entre os defesas do Arsenal a cabecear para o 1-0, correspondendo ao cruzamento vindo do lado direito do ataque. A veloz frente de ataque do Liverpool explorava as debilidades de transição ataque/defesa do Arsenal e as oportunidades de golo iam-se sucedendo a bom ritmo. Aos 39 minutos Mane conclui um contra-ataque com um belíssimo remate em arco, sem hipóteses para Cech.

Na segunda parte o Liverpool cedeu a iniciativa de jogo ao Arsenal mas os Gunners pouco ou nada conseguiam criar com mais posse de bola. E seria novamente a velocidade ofensiva da equipa do Liverpool a colher os seus frutos. Aos 57 minutos e após um canto defensivo, Salah ganha a bola ao jogador mais recuado do Arsenal e correu mais de metade do campo de futebol isolado, batendo o guarda-redes do Arsenal no momento da finalização. Aos 78 minutos de jogo, Sturridge sentenciou o resultado final, finalizando com cabeceamento ao segundo poste, após jogada de contra-ataque pelo corredor esquerdo.

O Liverpool pôs a descoberto todas as fragilidades defensivas da equipa do Arsenal. Lentos e pouco intensos a reagir no momento da perda de bola (na transição), e totalmente desorganizados defensivamente (organização defensiva). Em todos os quatro golos a equipa do Arsenal estava completamente desorganizada defensivamente. O Liverpool aproveita para aos sete pontos, estando a dois pontos do primeiro lugar.

Imagem 6 – Adeptos do Liverpool em júbilo com o quarto golo da sua equipa, da autoria de Sturridge – Fonte: www.premierleague.com

Conclusão

Figura 1 – Classificação após Jornada 3 da Premier League 2017/2018 – Fonte: www.zerozero.pt

Com 20 golos marcados em 10 jogos, na Figura 1 temos a classificação da Premier League 2017/2018 após o término da Jornada 3. O Manchester United é líder isolado, sendo a única equipa que conta por vitórias todos os jogos disputados. Segue um grupo de quatro equipas com sete pontos: Huddersfield, Manchester City, Liverpool e West Bromwich. O campeão em tírulo, Chelsea, encontra-se logo a seguir com seis pontos amealhados. Tottenham, quatro pontos, e Arsenal, três pontos, estão mais abaixo na classificação geral.

Destaque para a equipa de Marco Silva. O Watford ainda não perdeu nenhum jogo nesta Premier League, somando uma vitória e dois empates. Com cinco pontos, está neste momento no sétimo lugar.

No fundo da tabela classificativa, temos as três equipas que ainda não fizeram qualquer ponto: Bournemouth, Crystal Palace e West Ham United.

Para a Jornada 4 da Premier League, teremos um Manchester City – Liverpool a abrir a ronda. Além deste grande jogo, destaque para o Everton – Tottenham e Leicester – Chelsea. O líder Manchester United, tem uma difícil deslocação ao terreno do Stoke City. Veremos se conseguirá manter o registo 100% vitorioso das três primeiras jornadas. O certo é que a Jornada 4 será rica é Bom Futebol, muita emoção e muito espectáculo.

Deixe o seu comentário

bomfutebol
Powered by Live Score & Live Score App