-- ------ Premier League 2017/2018 - Jornada 4 - Bom Futebol
Bom Futebol

Premier League 2017/2018 – Jornada 4

Premier League 2017/2018 – Jornada 4

Após um fim de semana de interregno, a Premier League voltou com os dez jogos da Jornada 4. Com um Manchester City – Liverpool a abrir a Jornada 4, esta foi uma ronda cheia de emoção, Bom Futebol, espectáculo e muita festa. Estes foram os resultados dos dez jogos da Jornada 4 da Premier League 2017/2018.

Manchester City 5 0 Liverpool
Everton 0 3 Tottenham
Leicester City 1 2 Chelsea
Southampton 0 2 Watford
Brighton & Hove Albion 3 1 West Bromwich
Arsenal 3 0 AFC Bournemouth
Stoke City 2 2 Manchester United
Burnley 1 0 Crystal Palace
Swansea City 0 1 Newcastle
West Ham United 2 0 Huddersfield Town

Manchester City 5 – 0 Liverpool

O jogo mais antecipado da Jornada 4 da Premier League 2017/2018. Estavam reunidas as condições para um jogo emocionante até ao fim mas com a expulsão de Mané ainda na primeira parte, o Manchester City não teve problemas em vencer o Liverpool.

Aos 24 minutos de jogo e já o Manchester City estava na frente do marcador. Kevin de Bruyne faz um magnífico passe a rasgar o centro da defesa do Liverpool para a desmarcação de Aguero. O avançado argentino só teve e contornar o guarda-redes e rematar a bola para a baliza deserta. O Liverpool procurou reagir ao golo sofrido com ataques rápidos nas costas da defesa do Manchester City. Contudo num desses lances, Mané teve uma entrada violenta, apesar de involuntária, sob Ederson e recebeu o vermelho directo.

Com um jogador a menos, o Liverpool foi incapaz de controlar a força ofensiva do Manchester City. A equipa da casa fez chegar o resultado aos 5-0, com golos dois golos de Gabriel Jesus e dois golos de Sané.

Esta foi a primeira derrota do Liverpool na presente época da Premier League. Já o Manchester City consegue manter-se invicto na Jornada 4 da Premier League e aproveitar os restantes resultados para subir na classificação.

Imagem 1 – Sané a fechar o resultado em 5-0 – Fonte: www.premierleague.com

Everton 0 – 3 Tottenham

Findo o mês de Agosto e Harry Kane voltou aos golos pelo Tottenham. Sem nunca ter marcado qualquer golo em Agosto, no primeiro jogo do Tottenham em Setembro Harry Kane voltou aos golos e foi o líder da vitória do Tottenham na difícil deslocação ao campo do Everton.

Um jogo equilibrado no que concerne à gestão da posse de bola e ao número de oportunidades criadas pelas duas equipas. Ambas as equipas não abdicaram da sua forma de jogar e proporcionaram um bom espectáculo. O Tottenham soube aproveitar melhor as oportunidades de golo, sendo mais eficaz no momento ofensivo, com Harry Kane a destacar-se nesse requisito.

Aos 28 minutos Harry Kane faz o primeiro golo do jogo, ao enganar toda a gente numa tentativa de cruzamento que acaba no fundo da baliza. Aos 42 minutos Eriksen aproveita uma defesa incompleta de Pickford para na recarga fazer o 0-2. Na segunda parte Harry Kane volta a fazer golo. Logo aos 46 minutos Kane corresponde ao cruzamento de Ben Davies com uma tranquila finalização.

O Tottenham voltas ás vitórias após uma derrota e um empate nos dois últimos jogos. O Everton, por sua vez, soma a segunda derrota seguida, acumulando três jogos sem ganhar consecutivamente.

Imagem 2 – Kane a voltar aos golos pelo Tottenham – Fonte: www.premierleague.com

Leicester City 1 – 2 Chelsea

Difícil deslocação do Chelsea ao campo do Leicester City nesta Jornada 4. Morata e Kante fizeram os golos do Chelsea, contra o solitário golo de Vardy, arrecadando os forasteiros os três pontos.

O Chelsea teve mais posse de bola em todo os jogo e aproveitou essa maior posse de bola para criar mais oportunidades de golo que o Leicester. Morata aos 41 minutos de jogo fez o 0-1. Azpilicueta cruzou para o interior da área, onde surge Morata a saltar mais alto que o defesa do Leicester e a cabecear para o golo. Na segunda parte, aos 50 minutos de jogo, Kanté encheu-se de fé e fez o 0-2 num remate de longe. Um remate não muito potente mas muito colocado. Vardy ainda reduziria aos 62 minutos de jogo. Após ter sido derrubado por Courtois, Vardy marcaria na cobrança do respectivo penalti, reduzindo para 1-2. Apesar da insistência do Leicester, o Chelsea conseguiu controlar o jogo reduzindo as movimentações do Leicester a inofensivas.

Após o início de época com uma derrota, o Chelsea a ter neste momento três vitórias consecutivas. Com os resultados da Jornada 4, o Chelsea aproveita para chegar mais perto do primeiro lugar. O Leicester encontra-se numa sequência de duas derrotas seguidas, tendo somente três pontos em quatro jogos feitos. Um mau início de época para os comandados de Shakespeare.

Imagem 3 – Momento do remate de Kante que deu a vitória ao Chelsea – Fonte: www.premierleague.com

Southampton 0 – 2 Watford

Marco Silva soma e segue na Premier League 2017/2018. Na Jornada 4 da Premier League o Watford voltou a ganhar mantendo a sua sequência invencível nestes primeiros quatro jogos.

Dois golos foi quanto bastou para o Watford vencer o Southampton. Aos 38 minutos de jogo, Doucure a fazer o primeiro golo do jogo. O médio francês encheu o pé e fez um remate de longa distância que só terminou no fundo da baliza. Já na segunda parte, aos 66 minutos de jogo, Janmaat a fazer o 0-2 final e também num remate de meia distância.

Com esta vitória, o Watford mantém-se no grupo dos primeiros lugares da Premier League. Um início de época a confirmar a qualidade de Marco Silva. A equipa do Southampton sofre a primeira derrota da época, estando neste momento a meio da tabela classificativa.

Brighton & Hove Albion 3 – 1 West Bromwich

Ao quarto jogo da Premier League a primeira vitória no máximo escalão inglês. Nesta Jornada 4 da Premier League o Brighton conseguiu conquistar a primeira vitória de sempre na Premier League. Feito alcançado devido à estrondosa exibição de Gross, com dois golos marcados e uma assistência.

A festa para os visitantes começou aos 45 minutos, já em cima do intervalo. Gross recebe o cruzamento de March e após bom trabalho dentro da área de penalti, a finalizar de pé esquerdo. Na segunda parte Gross voltaria a estar em evidência. Primeiro fez o 2-0 num colocado remate de fora da área. Depois, assistiu Hemed para este cabecear para o 3-0. Aos 77 minutos o West Bromwich ainda reduziu o marcador para 3-1, com um golo de Morrison mas foi insuficiente para estragar a festa da equipa da casa.

O Brightom & Hove Albion a conseguir a sua primeira vitória na Premier League e a aproveitar para subir alguns lugares na classificação. Por sua vez, o West Bromwich, sofreu a primeira derrota da época, encontrando-se a meio da tabela de classificação.

Arsenal 3 – 0 AFC Bournemouth

Após duas derrotas fora de casa, em especial a pesada derrota em Liverpool, o Arsenal no regresso ao seu estádio voltou também às vitórias. Perante um Bournemouth em mau início de época, a equipa de Wenger venceu de forma tranquila o jogo.

Cedo o Arsenal se adiantou no marcador. Logo aos 6 minutos de jogo e já Welbeck colocava o Arsenal a vencer após finalizar o cruzamento de Kolasinac com um colocado cabeceamento. O mesmo Welbeck a estar também envolvido no segundo golo, que ocorreu aos 27 minutos de jogo. O internacional inglês assiste Lacazette e o avançado francês faz um potente e colocado remate de fora da área. Na segunda parte, aos 50 minutos mais concretamente, Welbeck fecharia o resultado final, com um colocado remate cruzado de pé esquerdo, já dentro da área.

Um jogo em que a qualidade individual e colectiva da equipa do Arsenal tornou tudo mais fácil. Um justo triunfo que volta a colocar a equipa no caminho das vitórias. O Bournemouth acumula a quarta derrota em quatro jogos. Um terrível início de época, que coloca a equipa para já numa posição nada desejável.

Imagem 4 – Welbeck a ser o grande herói do Arsenal na Jornada 4 – Fonte: www.premierleague.com

Stoke City 2 – 2 Manchester United

Na Jornada 4 desta edição da Premier League, a equipa de José Mourinho perdeu os primeiros pontos. Após ter estado a perder e ter dado a volta ao resultado, os Red Devils foram incapazes de segurar a vantagem no marcador. Os golos de Choupo-Moting deram o empate e retiraram dois pontos ao Manchester United na luta pelo título.

Assistiu-se a um Manchester United mais controlador e mais dominador. A ter mais posse de bola e mais oportunidades de golo. O Stoke City fez bem o papel de equipa defensivamente organizada para depois ofensivamente explorar o contra-ataque. Aos 43 minutos de jogo, Diouf apanhou a equipa do Manchester United desorganizada sob o lado esquerdo, cruzou a bola para o interior da área, onde surgiu Choupo-Moting a finalizar para o 1-0. O Manchester United ainda conseguiria empatar na primeira parte. Já em período de desconto, e na sequência de um canto, Rashford fez o golo do empate de forma involuntária e caricata. Isto porque o cabeceamento de Pogba desviou nas costas de Rashford e só depois entrou na baliza. Apesar da intenção de remate ter sido de Pogba, o desvio final para golo foi de Rashford, tendo o francês ficado com a assistência.

Por volta do minuto 57 de jogo, Lukaku deu a vantagem no marcador ao Manchester United. Mkhitaryan a fazer um passe de “morte” para o avançado belga, que na cara de Butland ainda permitiu a defesa do guarda-redes mas na recarga confirmou o 1-2. A celebração do Manchester United foi sol de pouca dura. Isto porque aos 63 minutos Choupo-Moting foi mais forte no duelo individual com Matic e cabeceou para o 2-2, a corresponder ao canto marcado por Shaqiri. Um balde de água fria para José Mourinho e os seus jogadores. O Manchester United bem que tentou chegar ao golo que lhe permitisse a vitória mas o Stoke City soube fechar bem os caminhos para a sua baliza e segurar o empate.

O Manchester United mantém-se invicto e no primeiro lugar da tabela classificativa. Contudo, tendo em conta os resultados da Jornada 4, tem agora a companhia do seu rival da cidade, o Manchester City. O Stoke City empata pelo segundo jogo consecutivo, ocupando um lugar a meio da classificação da Premier League.

Imagem 5 – Choupo-Moting foi o carrasco do Manchester United com dois golos que roubaram pontos – Fonte: www.premierleague.com

Burnley 1 – 0 Crystal Palace

O Burnley recebeu e venceu o Crystal Palace, naquela que foi a primeira vitória a jogar em casa, na presente edição da competição. Um golo foi o suficiente para garantir os três pontos.

O jogo ficou condicionado pelo golo madrugador do Burnley. Logo aos 3 minutos de jogo e Chris Wood a fazer o primeiro, e único, golo do jogo aproveitando uma incrível desatenção e desorganização defensiva do Crystal Palace. A facilidade com que Wood surge completamente sozinho no meio da defesa do Crystal Palace é absolutamente inacreditável. A partir deste momento o Burnley deu toda a iniciativa de jogo ao Crystal Palace, focando-se em conseguir segurar a vantagem no marcador. Os visitantes chegaram ao fim do jogo com 65% da posse de bola, tendo criado 23 oportunidades de golo. Contudo não tiveram a arte, nem o engenho, de materializar esse volume ofensivo em golo. Assim o golo de Wood foi o factor decisivo no jogo.

O Burnley soma a segunda vitória da época, ocupando um lugar na metade superior da tabela classificativa. O Crystal Palace volta a não conseguir ganhar, sendo uma das equipas que ainda não pontuou nestas primeiras quatro jornadas da Premier League. Além do seu registo de quatro derrotas em quatro jogos, o Crystal Palace não marcou qualquer golo nesta edição da Premier League. A Jornada 4 sentenciou assim o fim do percurso de De Boer no Crystal Palace, tendo o treinador holandês sido demitido após a derrota no terreno do Burnley. Roy Hodgson perfila-se como o favorito a suceder De Boer no comando técnico do Crystal Palace.

Swansea City 0 – 1 Newcastle

A estreia de Renato Sanches pela equipa do Swansea não foi certamente a que ele desejava. Além da sua exibição individual ter ficado aquém das expectativas de adeptos e fãs, também a exibição colectiva da equipa deixou a desejar. Apesar de mais posse de bola que o Newcastle, o Swansea viu o seu adversário a criar mais oportunidades de golo e a ser mais perigoso ofensivamente.

O único golo do jogo surgiu aos 76 minutos de jogo. Na marcação de um pontapé de canto de Matt Ritchie, o defesa Lascelles saltou mais alto que todos os seus adversários e fez o 0-1 num potente cabeceamento. Isto numa altura do jogo em que Renato Sanches já tinha sido substituído por Bony.

Após duas derrotas seguidas, o Newcastle averba agora duas vitórias consecutivas. O Swansea por sua vez tem feito para já um percurso mais irregular, alternando entre empate, derrota e vitória nestes primeiros quatro jogos.

West Ham United 2 – 0 Huddersfield Town

Ao quarto jogo nesta edição da competição, finalmente José Fonte e os seus companheiros conseguem a primeira vitória e os primeiros pontos da época. Na recepção ao surpreendente Huddersfield Town, os Hammers foram a equipas mais objectiva, mais perigosa e mais rematadora. Isto de apesar de ter sido o Huddersfield a ter mais posse de bola em todo o jogo. A experiência dos jogadores do West Ham foi um factor decisivo no resultado do jogo.

Os golos do jogo vieram somente na segunda parte. Aos 72 minutos de jogo e Obiang fazia o primeiro golo. O médio fez um remate de meia distância que bateu num adversário fazendo mudar a trajectória da bola para longe do alcance do guarda-redes Lossl. Cinco minutos depois, na marcação de um pontaé de canto, Ayew foi mais rápido que todos os jogadores a reagir a uma bola perdida no meio da pequena área e em esforço fez o 2-0 final.

O West Ham United consegue assim a primeira vitória da época. Apesar da vitória o West Ham ainda ocupa um dos lugares de descida. A equipa do Huddersfield sofre a primeira derrota de sempre na Premier League. Vejamos no próximo jogo como irá reagir a equipa à derrota.

Conclusão

Figura 1 – Classificação da Premier League 2017/2018 após Jornada 4 – Fonte: www.zerozero.pt

Numa Jornada 4 com 28 golos marcados e em que somente um dos jogos acabou empatado, na Figura 1 temos o estado actual da tabela classificativa. A liderar a Premier League 2017/2018 temos as duas equipas de Manchester, United e City, ambas com 10 pontos. O Chelsea segue logo atrás com um ponto a menos, sendo que o Watford surpreende todos aos estar em quarto lugar a dois pontos da liderança. Um início de época bastante auspicioso para Marco Silva e o seu Watford.

A meio da tabela classificativa muitas mexidas. Umas equipas subiram de posição, enquanto que outras perderam lugares na tabela classificativa. O contexto habitual numa fase tão prematura da competição e numa liga tão competitiva. Nos três lugares indesejáveis da tabela classificativa, encontram-se West Ham United, AFC Bournemouth e Crystal Palace. Enquanto que o West Ham obteve a primeira vitória da época nesta Jornada 4, Bournemouth e Crystal Palace continuam sem fazer qualquer ponto.

Para a Jornada 5 destaque para o derby de Londres, entre Chelsea e Arsenal. O Manchester United recebe o sempre complicado Everton. Enquanto que o Manchester City irá medir forças com o Watford, no estádio dos Hornets. Conseguirá Marco Silva ultrapassar este difícil teste? Resposta que na próxima semana teremos para vos dar. A única certeza é que teremos mais uma ronda de grandes jogos e muita emoção. Tudo patenteado com o selo de qualidade e Bom Futebol da Premier League.

Deixe o seu comentário

bomfutebol