-- ------ Rússia 2 (3) x Croácia 2 (4) - (Quartos-de-final) – Mundial 2018 - Bom Futebol
Bom Futebol

Rússia 2 (3) x Croácia 2 (4) – (Quartos-de-final) – Mundial 2018

Rússia 2 (3) x Croácia 2 (4) – (Quartos-de-final) – Mundial 2018

Ambas as equipas passaram o seu jogo dos oitavos em marcação de grandes penalidades e esperava-se um bom jogo, que pudesse ser resolvido sem a necessidade da lotaria, mas quis o destino outra história…

Figura 1 – Onzes iniciais

As equipas entraram dentro de campo conforme se esperava – a Croácia a dominar as operações e a Rússia na expetativa, tentando aproveitar o seu futebol combativo. Nesse capitulo, Dzyuba tinha um papel fundamental, como já iremos ver. A Croácia entrou a controlar o jogo, com alguns calafrios iniciais, mas mais perigosa, com Rebic sempre muito perigoso, mas foi mesmo a Rússia a abrir o marcador. O ponta de lança Dzyuba toca bola para Cheryshev, que ganha a dividida a Modric e remata sem hipóteses para Subacic, contra a corrente do jogo. Um dos golos do Mundial 2018.

No entanto, a festa russa durou apenas 8 minutos, com Mandzukic a cruzar para Kramaric cabecear para as redes de Akinfeev. Até ao final da primeira parte, o jogo não iria sofrer mais alterações no resultado, apesar o ascendente croata na partida.

Lotaria fatal

Na 2ª parte, a Croácia continuou mais perigosa e Perisic quase marcou, rematando ao poste com a bola a saltar caprichosamente para fora. No entanto, quanto mais o jogo se aproximava do final, mais as equipas se fechavam e menos oportunidades apareciam, antevendo mais um prolongamento para ambas as equipas.

Aos 10 minutos de prolongamento, Vida faz a reviravolta no marcador, após canto de Modric. A Croácia tinha já justificado esta vantagem, com a Rússia a ter que ir através do resultado, num prolongamento que revelava equipas cautelosas e a querer arriscar pouco. A Rússia começou a pressionar mais e chegou ao golo já na 2ª parte, fruto de mais uma bola parada. Dzagoev marcou o livre para a área croata e Mário Fernandes a empatar de cabeça.

Na lotaria das grandes penalidades, o herói Mário Fernandes a mancha a pintura ao falhar a sua grande penalidade, com as tentativas de Smolov e Kovacic já desperdiçadas. Modric, Ignashevic, Vida e Kuziaev converteram as suas tentativas e o peso de uma nação nos ombros de Rakitic. Este, com toda a calma, converteu a grande penalidade com toda a classe e leva a Croácia para as meias-finais, perante uma Rússia que fez muito mais do que se esperava e se apresentou uma equipa muito competitiva, saindo de cabeça erguida deste campeonato.

Figura 2 – Estatísticas do jogo

Deixe o seu comentário

bomfutebol