-- ------ Um Sonho Romano - Bom Futebol
Bom Futebol

Um Sonho Romano

Um Sonho Romano – Serie A TIM.

AS Roma bate Juventus e o título prometido à ‘Vecchia Signora’ há meses atrás continua por confirmar. A duas jornadas do fim, a Juventus tem quatro pontos sobre os ‘Lupi’. A fase final do Crotone coloca o estreante a disputar a manutenção até ao fim.

Fonte: sítio oficial da Série A www.legaseriea.it

 

Os ‘Lupi’ ainda crêem no título. Fonte: Reuters

AS Roma – Juventus

A duas jornadas do fim da liga italiana, continuam as bravas disputas, pelo título, pelo acesso directo à Liga dos Campeões, pela manutenção. O título longamente antecipado para a Juventus, que chegou a ter mais de uma dezena de pontos de vantagem sobre os perseguidores, continua por confirmar para a multicampeã transalpina, são dois empates e uma derrota nos últimos três encontros, provavelmente aliados à sobrecarga com o apuramento para a final da Liga dos Campeões, deixam os ‘bianconeri’ num adiamento sine die, agora com quatro pontos de vantagem sobre a AS Roma, precisamente a formação que os recebeu na jornada 36.

Começou melhor a Juventus, motivada pelo apuramento para a final europeia. Higuain recebe na linha de pequena área e, ao contrário do habitual, dá fácil no jovem Lemina, que encosta. O Olímpico de Roma esfriava com o golo visitante, a Juventus era virtualmente campeã.

O ‘capitão’ De Rossi, com a sua reconhecida garra, é que não concordou com tal e quatro minutos depois igualava a contenda. Buffon bem tentou bloquear as sucessivas tentativas, mas à terceira já não deu. A AS Roma voltava ao encontro, mas para ainda sonhar com o campeonato era necessário aos ‘giallorossi’ um triunfo.

Ao intervalo registava-se um empate a um.

Numa jogada ‘faraónica’, El Sharaawy corta o efeito na bola, num remate a fazer lembrar o snooker, e esta curva mesmo para entrar na rede lateral do poste mais afastado. Belíssima conclusão do jovem italo-egípcio que o Milan desperdiçou. A AS Roma adiantava-se no marcador e fazia nova aproximação ao líder, ao mesmo tempo mantendo o magro ponto sobre o ‘esfomeado’ e goleador Nápoles.

De ângulo fechado pelo defesa, Nainggolan concretiza o 3-1 e as bancadas vão ao rubro. Os romanos batem o campeão e Spaletti volta a sonhar com esta conquista.

Salah, El Shaarawy e Nainggolan decisivos no triunfo ‘lupi’ sobre a Juventus. Fonte: Daily Mail/Associated Press

Ainda procurou responder a Juventus, mas revelou-se desafinada na pontaria.

Resumo oficial da recepção da AS Roma à Juventus aqui

Torino – Nápoles

Depois do empate diante da Juventus, seria de esperar um Torino ambicioso diante do Nápoles, contudo os napolitanos atropelaram mais um oponente numa ponta final de classe. Um ‘estalo’ de mão aberta para refriar os ânimos. Belotti estende a ‘seca’ de golos nos ‘Granata’.

Ainda não estavam decorridos 10 minutos quando o brasileiro Allan subiu bem, desmarcou o espanhol Callejón e os visitantes começavam a cavalgada rumo aos cinco.

Acumulavam-se situações de perigo junto das redes de Joe Hart, que não ficará em Turim para a próxima temporada e foi criticado pelo presidente do clube, afirmando este que a direcção ficou desiludida com o internacional inglês, esperavam que fosse mais decisivo.

Apenas no segundo tempo conseguiu o Torino responder e causar algum calafrio a Reina.

Uma bola perdida por Iturbe, vê o bloco ofensivo do Nápoles mostrar como se ataca e Insigne conclui para o 0-2, passe final de Mertens. O volume ofensivo napolitano prosseguia, a equipa mostrava-se pouco satisfeita com os dois golos, aquilo que se pede a uma formação e uma equipa técnica ambiciosas.

Mertens fecha o 3-0. Insigne coloca no espaço, o belga surge muito bem, o ‘baixinho’ italiano pede a devolução e arrasta parte da linha defensiva ‘granata’, enquanto Mertens flecte para o interior e bate Hart.

Com Ghoulam sempre envolvido ofensivamente, é uma combinação entre Mertens e este que vê Callejón ao segundo poste bisar e acrescentar mais um ao pecúlio, eram já 0-4 e os jogadores do Torino só esperavam o fim da partida.

Este Nápoles é um autêntico rolo compressor. Fonte: La Repubblica

Joga muito bem a formação  de Sarri, um autêntico hino ao Bom Futebol, Jorginho coloca sobre os ‘granata’ quase na linha de fundo, onde Callejón – de primeira – dá atrasado para a entrada do polaco Zielinski, que na zona de penalti fuzila Hart, o ‘estalo’ a cinco dedos (golos) estava finalizado.

O Nápoles atinge os 47 golos fora na temporada, iguala o máximo de sempre de uma equipa na Série A, a Juventus em 59/60, ainda com uma partida para se isolar nessa marca!

Resumo oficial do ‘estalo’ napolitano em Turim aqui

Fiorentina – Lazio Roma

Paulo Sousa volta a vencer, desta feita com um escalpe de nota, observando a ponta final ‘laziale’, prevalecendo os ‘viola’ por 3-2 numa das partidas antecipadas para sábado na jornada 36.

Bernardeschi deu os primeiros sinais de insatisfação e colocou Strakosha em apuros. Responde o espanhol Luis Alberto e é Tatarusanu e voar para impedir o golo visitante. Numa primeira parte animada, faltaram os golos no Artemio Franchi.

Luis Alberto acaba por se revelar vital ao ver Keita sozinho com Astori, colocar a bola no espaço e o jovem senegalês a abrir a contagem, o jogo marcava 55 minutos. São já 15 golos para o dianteiro norte-africano.

Depois de vários desperdícios, Babacar responde de cabeça ao compatriota e iguala a contenda, numa bola em que Strakosha parecia poder ter feito mais.

O albanês ia adiando o segundo ‘viola’, contudo Kalinic, letal na zona de finalização, aproveita bem uma parada incompleta do guardião da Lazio e completa a cambalhota no marcador, de 0-1 a Fiorentina já estava em vantagem.

Kalinic continua a ser o abono do treinador português. O avançado croata saca um remate a fugir de Strakosha, a bola bate no poste e ressalta em Lombardi para um autogolo que coloca a Fiorentina a liderar por 3-1.

Kalinic até no chão é letal. Fonte: Viola Channel

O mehor que os pupilos de Simone Inzaghi conseguiram foi reduzir por Murgia, com nova assistência de Luis Alberto. O resultado final fixava-se em 3-2. A Lazio segue em 4.ª, já sem hipóteses de 3.º lugar, com quatro pontos sobre a Atalanta. A Fiorentina larga o Inter e aproxima-se do Milan.

Resumo oficial do Fiorentina x Lazio aqui

Atalanta – AC Milan

Duas equipas em busca da história, a retoma no caso dos ‘rossoneri’, a melhor de sempre para os de Bérgamo.

Ambas as equipas tiveram ocasiões na metade inicial. Donnarumma e Berisha adiavam a violação das redes em cada baliza.

Uma jogada com ‘cabeça, tronco e membros’ da Atalanta, a demonstrar o que a formação de Gasperini tão bem tem realizado, termina com golo, bola iniciada na linha da retaguarda, Caldara ganha de cabeça, Masiello coloca no chão  e dá em Freuler, o interior esquerdo mete entre interior, central e lateral milaneses para a entrada do lateral esquerdo Spinazzola, que coloca a bola bem tensa sobre Donnarumma, o adolescente guardião ‘rossonero’ atrapalha-se um pouco e Conti surge célere a finalizar. Em cima do intervalo a ‘Dea’ ganhava vantagem.

O ex-milanês Cristante coloca à prova os reflexos de Donnarumma, que responde bem. A Atalanta parece mais próxima de chegar ao segundo. O jovem guarda-redes impede que o Milan sofra mais golos e é, assim, responsável também pelo empate.

Conti festeja o golo. Fonte: Fantasysportsnews

Já estavam os adeptos da Atalanta a pensar na colagem à Lazio quando Deulofeu recebe de Lapadula e bate Berisha. O Milan empatava aos 87 minutos e a Atalanta não conseguia tirar máximo partido da derrota da Lazio, ainda assim segurava os seis pontos de avanço para o rival do dia, a 5.ª posição é da ‘Dea’, a igualar a melhor classificação de sempre do clube na Serie A TIM.

Empate entre Atalanta e Milan com resumo aqui

Inter – Sassuolo

Prossegue o miserável final de época ‘nerazzurri’, com mais uma derrota, são já 14 em 36 encontros, quatro consecutivas, seis nos últimos sete encontros!

Di Francesco é um dos nomes falados para assumir o Inter na próxima época e deixou uma boa imagem do Sassuolo no Giuseppe Meazza.

Não foi por falta de vontade dos futebolistas da casa que o Inter não venceu. A equipa atacou, ainda que tenha finalizado particularmente mal e se note uma falta de ‘harmonia’, de ‘jogo de equipa’, algo inaceitável num final de época. Mentalmente, o Inter está totalmente derrotado.

Quando Icardi conseguiu encaixar um remate na baliza, sobressaiu Consigli a garantir o 0-0 antes do Sassuolo marcar.

Berardi segura bem, dá na entrada de Iemmello e este bate Handanovic aos 36 minutos. Depois de aguentarem as investidas ‘nerazzurri’, os ‘neroverdi’ ‘mataram’ em contra. Mesmo antes do descanso foi o Sassuolo a dispor de nova clamorosa chance de marcar.

Éder entrou bem ao intervalo e testou os reflexos de Consigli, que voltou a mostrar-se atento.

O espanhol Pol Lirola penetra a partir da direita e encontra Iemmello, que bisa. O Sassuolo dobrava avanço sobre a hora de encontro.

A impotência interista. Que a época termine depressa é o que Icardi, João Mário e restante plantel terá em mente. Fonte: Gazzetta dello Sport

Foi à terceira que Éder conseguiu, finalmente, ultrapassar Consigli, no entanto o melhor que o Inter conquistou foi perder pela diferença mínima.

Resumo de mais uma derrota interista aqui

Sampdoria Génova – Chievo Verona

Foi Bruno Fernandes a colocar Sorrentino em primeiro lugar em acção. Sorrentino que, pouco depois, perde a bola para Quagliarella e a Sampdoria adianta-se no marcador aos 11 minutos.

Inglese ameaçava e foi Silvestre a impedir o empate. O visitante não estava satisfeito e nem um minuto decorria da metade complementar quando Inglese igualou o encontro.

Inglese igualou para o Chievo. Fonte: SampNews24

Os postes e os guarda-redes asseguraram-se de não mais mexidas no resultado, que findava com empate a um. A Sampdoria prossegue em 10.º lugar, já o Chievo é ultrapassado por Cagliari e Sassuolo, baixando à 14.ª posição.

Resumo do empate entre Sampdoria e Chievo aqui

Crotone – Udinese

Com cinco vitórias e dois empates nos últimos sete desafios, o Crotone deixou uma despromoção praticamente fechada para lutar até ao fim pela manutenção.

A partida começou bastante animada, ocasiões em ambas as balizas, vontade em triunfar, acabando por ser o Crotone a abrir o activo. Foi o sueco Rohden a bater Scuffet, assistido pelo dianteiro Trotta. O Crotone ganhava nova bolsa de oxigénio, o Empoli já perdia na Sardenha e o Génova também já tinha sofrido golo na Sicília.

O jovem Scuffet impedia no segundo tempo o Crotone de marcar mais tentos. Do outro lado era Cordaz a garantir redes em branco para os da casa.

A incrível empreitada do Crotone continua. Fonte: ANSA/ALBANO ANGILLETTA

Vai existir uma refrega bem intensa pela permanência na Serie A TIM. O Crotone promete dar muito trabalho à Juventus na próxima ronda.

Resumo da vitória do Crotone sobre a Udinese aqui

Cagliari – Empoli

Tem sido uma boa recuperação do Empoli, contudo esta derrota na Sardenha vê o Crotone, com uma fase final ainda melhor, colar-se na desesperada fuga à descida.

Os sardos arrancaram de forma impetuosa e aos 20 minutos já venciam por 2-0. O goleador Marco Sau, assistido pelo chileno Isla, faz o primeiro aos sete minutos.

Diego Farias rodopia sobre si mesmo e fuzila o polaco Skorupski. O Cagliari subia o avanço e o Empoli desesperava.

Mesmo sobre o intervalo o brasileiro bisa e o Cagliari soma e segue, 3-0. O Empoli vai ‘morto’ para o descanso.

Bruno Alves tenta de livre e obriga Skorupski a aplicar-se para impedir o quarto, já na segunda metade.

Nada corria bem ao Empoli e o brasileiro Rafael nega o golo de grande penalidade a Pucciarelli!

Farias e Sau continuam endiabrados, mas não conseguem bater o guardião forasteiro.

É numa jogada balcânica vinda do banco que o Empoli reduz. O bósnio Krunic assiste o esloveno Zajc e aos 79 o resultado pintava golo aos visitantes.

Bruno Alves e companheiros celebram a parada do penalti por Rafael. Fonte: La Repubblica

É caso para dizer que Martusciello demorou bastante para alterar o onze. Volta a ser do banco que surge o segundo do Empoli, agora é Zajc na assistência e conclui o veterano Maccarone! Não foi suficiente e o Empoli perde por 3-2, fica agora com apenas um ponto de vantagem sobre o Crotone na Serie A TIM.

Resumo oficial do Cagliari x Empoli aqui

Palermo – Genoa

Já despromovido, o Palermo quer deixar a Serie A TIM com Bom Futebol e abriu o activo na recepção ao Genoa com muita colaboração do guardião forasteiro Lamanna.

Bem tentaram os genoveses responder ao golo, todavia sem sucesso.

Lamanna facilitou e a tecnologia de baliza validou o golo do Palermo. Fonte: Gazzetta TV

Sucederam-se as ocasiões nos dois lados, mas estava decidido que nenhum outro golo ocorreria em Palermo. O Genoa fica agora com apenas dois pontos sobre a zona de descida!

Resumo do Palermo x Genoa aqui

Bologna – Pescara

Destro avançou cedo o Bologna no marcador. Com o jogo aberto, Bahebeck iguala o encontro aos 24 minutos.

Destro e Di Francesco combinam bem e vão acumulando sinais de perigo para os ‘Delfini’.

Di Francesco lê muito bem o jogo e logo a abrir a segunda metade faz o 2-1 para os de Donadoni.

Destro e Di Francesco estiveram muito bem diante do Pescara. Fonte: La Repubblica

Tentava o Pescara empatar, mas é já nos descontos que Destro, de cabeça entrapada fruto do embate logo no início do jogo aquando do primeiro tento, conclui o 3-1. O Bologna garante definitivamente a permanência na Serie A.

Resumo do Bologna x Pescara aqui

Deixe o seu comentário

bomfutebol