-- ------ Um Treinador na China – Capítulo 18 - Bom Futebol
Bom Futebol

Um Treinador na China – Capítulo 18

Um Treinador na China

Um Treinador na China – Capítulo 18

A aventura pela China continua. O fim de mais uma semana, traz até vós mais um capítulo das minhas aventuras no maior país do oriente. Este é o décimo oitavo capítulo, que tal como os anteriormente publicados, conta com histórias do dia a dia em Yan’an.

A semana que chegou ao fim ficou marcada pela chuva que caiu,na quinta e sexta feira. Tal como em Portugal, também na China em Abril, águas mil. Pelo menos na cidade de Yan’an. Esta foi a semana em que tive a minha estreia a treinar uma equipa de futebol feminino.

Começar o trabalho no domingo

Como referi no capítulo anterior, esta semana de trabalho começou ao domingo. Para compensar os dois dias de feriado, em que não houve aulas, no domingo a escola funcionou como normalmente.

Fui informado que nesse domingo se faria o horário como se de uma sexta feira se tratasse. E assim foi. As aulas seguiram o horário de uma sexta-feira, compensando a sexta-feira anterior em que não houve aulas devido ao feriado.

Contudo em termos de aulas práticas de Educação Física somente houve aulas até terça feira. Isto porque os espaços exteriores estão ocupados por grupos de alunos, orientados pelos seus professores, que estão a treinar rotinas de dança para serem apresentadas na cerimónia de abertura do Sports Meeting que irá decorrer daqui a duas semanas.

Cada ano escolar, do primeiro ao sexto ano, terá que apresentar algo (dos ensaios que estive a observar, boa parte são danças tradicionais) para a cerimónia de abertura desse Sports Meeting. Para tal, cada ano escolar contratou coreógrafos profissionais para ensinar os respetivos alunos. Os líderes escolares decretaram que estes ensaios têm a total prioridade e na China quem manda são os líderes. Assim as aulas de Educação Física até ao início do Sports Meeting serão nas salas de aula.

A estreia como treinador de futebol feminino (1)

Como domingo tive de seguir o horário de sexta feira, foi exactamente nesse dia que se deu a minha estreia enquanto treinador de futebol feminino.

Estiveram presentes trinta e seis jogadoras. Desse total, vinte e quatro eram do primeiro ano e as restantes do segundo e terceiro anos. Para tornar o treino mais justo em termos de prática, coloquei as jogadoras do primeiro ano todas juntas num grupo. No outro grupo ficaram as restantes catorze jogadoras. Contudo ambas executaram os mesmos exercícios, somente o faziam com jogadoras próximas da sua idade cronológica e na generalidade mais perto da idade biológica.

A primeira sessão de treino foi uma sessão de adaptação das jogadoras ao que é o contexto de treino e ao que é o futebol. Poucas eram as que algumas vezes tinham praticado futebol num contexto de equipa/treino. Desta forma permitiu-me aferir o nível qualitativo das mesmas.

A estreia como treinador de futebol feminino (2)

Qualitativamente estão muito abaixo do nível dos rapazes. A maioria das jogadoras não faz ideia do que é o conceito de jogo. Não percebem que o jogo de futebol é composto por duas equipas que se defrontam pela posse da bola de forma a fazer golo e a evitar sofrer golo. Além do pobre conhecimento do jogo existe o baixo nível técnico. Contudo eu já estava preparado para que essa fosse a realidade. Apesar do baixo nível, o mais importante é que elas evoluam enquanto jogadoras e que continuem a gostar de jogar futebol. Tudo o resto virá por acréscimo.

Sexta feira voltei a dar novamente treino à equipa feminina. Foi uma semana com dois treinos. O pior é que neste segundo treino percebi que com tantas jogadoras e dividindo o grupo em dois é muito difícil dar a devida atenção aos dois grupos ao mesmo tempo. Quando há exercícios de maior complexidade, e neste momento isso não passa do 1×1, não consigo me desdobrar em todo o lado. Terei que falar com o responsável pelo futebol para encontrar a melhor solução, que beneficie em especial a equipa.

Equipa de futebol masculina

Com o cancelamento de um treino na semana anterior, nesta semana tive de condensar em dois treinos o que queria que fosse feito em três, de forma a não ficar atrasado no planeamento que tinha traçado.

Nesta semana introduzi aos jogadores o conceito de contenção defensiva. Alguns deles já o faziam de forma involuntária. Mas quis que percebessem o porquê de se realizar a contenção e como esta deverá ser feita. Antes de introduzir este conceito muitos dos jogadores não paravam na frente do portador da posse de bola. Faziam o que na gíria se diz como “ir à queima” e eram facilmente ultrapassados. Alguns continuaram a fazer o mesmo após os treinos desta semana mas a maioria começou a adotar a postura correta da contenção, bem como uma melhor colocação dos membros inferiores para dar maior capacidade de mobilidade e reação ao movimento do portador da posse de bola.

Na próxima semana introduzirei o conceito de cobertura ofensiva. Vejamos como os jogadores vão percecionar este aumento de complexidade do jogo. Têm feito situações de 1×1 e passarei a fazer 2×1. Um aumento de complexidade gradual que espero que não atrapalhe o bom desenvolvimento que têm vindo a demonstrar neste semestre.

Perspetiva da próxima semana

Espero que na próxima semana consiga resolver a situação da equipa feminina o mais cedo possível. Gostaria bastante de poder dar a melhor atenção a cada grupo e isso passaria por ter cada grupo a treinar a dias diferentes.

Em relação às aulas de Educação Física, será uma semana em que as aulas decorrerão na sala de aula. Mas certamente que na próxima semana mais novidades irão surgir. E eu estarei aqui para vos trazer as novas aventuras. Até para a semana.

Deixe o seu comentário

bomfutebol
Cópia não permitida! Conteúdo protegido por direitos de autor.